Siga-nos

Perfil

Expresso

"Não, o acesso à Universidade não é um direito"

No artigo publicado na edição de hoje, Maria Filomena Mónica critica a ideia de o acesso à universidade ser um direito fundamental e diz que "os actuais políticos estão a aliciar alunos que não têm aptidão ou apetência por este tipo de ensino a nele entraram, levando-os a que, meses depois, venham a engrossar as fileiras dos Nem-Nem"

Maria Filomena Mónica critica a ideia de o acesso à universidade ser um direito fundamental e avisa que estas políticas podem dar mau resultado. "Há dias, um secretário nacional do PS, Porfírio Dias, escreveu o seguinte no Público (21.1.2019): “O acesso ao ensino superior qualifica-se, portanto, como um direito fundamental”. Será que esta gente sabe do que está a falar? Duvido.", escreve a socióloga em artigo de opinião publicado na edição de hoje do Expresso.

E deixa o alerta: "Os actuais políticos estão a aliciar alunos que não têm aptidão ou apetência por este tipo de ensino a nele entraram, levando-os a que, passados uns meses, venham a engrossar as fileiras dos Nem-Nem (Nem estudam nem trabalham."

Para ler o artigo de Maria Filomena Mónica, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso - iOS e Android - para descarregar as edições para leitura offline)