Opinião

A morte morrida e matada do Comendador no dia em que completa 33 anos de vida plena

6 janeiro 2023 0:32

Foram contratadas carpideiras, e a crónica foi sobre um burro ajaezado à andaluza. Já Comendador não é... à cova escura

6 janeiro 2023 0:32

A crónica do Comendador morreu ontem. Talvez fosse anteontem, mas isso também não interessa muito. Morreu, finou-se, terminou, acabou. Há precisamente 33 anos, no dia 6 de janeiro de 1990, um sábado, dia em que se lê o Expresso, seja ele posto à venda em que dia for, nasceu tímida numa revista maior do que a atual, mas num rodapé da última página; depois bailou por vários locais, na Revista, na Única e nesta E. Foi sempre o Comendador. Quem não estava farto?

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.