Loading...

Minuto Consumidor

Minuto Consumidor: burlas em casas alugadas para as férias

Para além de lhe estragar as férias, muitas vezes perde todo o dinheiro. Saiba como as evitar neste espaço dedicado a responder às dúvidas dos consumidores

São recebidas muitas queixas de burlas em casas para alugar durante as férias.

Para evitar um azar destes, confirme o número de registo do estabelecimento de alojamento local (AL), que está no anúncio, pesquisando-o no site do Turismo de Portugal para saber algumas informações da casa, como a localização.

Pode sempre escolher alojamentos que já alugou anteriormente ou que sejam de um conhecido. Mas se não for o caso desconfie daquilo que parece demasiado bom. Pode sempre pedir para ver a casa e descobrir se ela realmente existe na localização que está anunciada. Ainda assim o proprietário pode não estar disponível ou a casa pode estar alugada nessa altura. Mas se desconfiar peça o máximo de referências possíveis ou até fotografias adicionais e perceba se o proprietário resiste a estes pedidos.

Também pode procurar por comentários e classificações sobre a casa, já é muito comum nas novas aplicações de alugueres para férias.

Se alugar casa via aplicações online a prioridade é certificar-se que é um anúncio verdadeiro e perder algum tempo a pesquisar. Evite os links duvidosos, para isso, recorra às plataformas de aluguer fazendo uma pesquisa direta no google, para evitar entrar em sites cópias feitas com o propósito de enganar. Prefira que as comunicações sejam feitas dentro do chat da própria plataforma.

Se o alojamento não corresponder ao que estava anunciado ou algo correr mal, recorra ao livro de reclamações.

Se for burlado, junte as provas e faça queixa na polícia. Pode levar uma cópia do anúncio, os emails ou mensagens trocadas e os comprovativos de pagamento. Também se deve dirigir ao seu banco e comunicar o roubo.

O "Minuto Consumidor" é um projeto onde procuramos, todas as semanas, responder às suas dúvidas. Para acompanhar no Expresso Online e na antena da SIC Notícias, com o apoio da DECO Proteste. Envie as suas dúvidas para minutoconsumidor@deco.proteste.pt

+ Vídeo