Exclusivo

2:59 para explicar o mundo

Ainda faltam 600 mil computadores nas escolas. E muita falta fizeram no ensino à distância

Será só em 2022 que a promessa de distribuir computadores a todos os alunos do ensino básico e secundário ficará cumprida. Entretanto, com dois anos letivos vividos em pandemia e vários meses de aulas à distância, a falta de equipamentos em número suficiente acabou por complicar ainda mais o ensino, concluiu um estudo do Conselho Nacional de Educação, recentemente divulgado. Os mais novos e os mais desfavorecidos foram os mais prejudicados

Ainda faltam 600 mil computadores nas escolas. E muita falta fizeram no ensino à distância

Jaime Figueiredo

Realização e Coordenação de Grafismo

Ainda faltam 600 mil computadores nas escolas. E muita falta fizeram no ensino à distância

Carlos Paes

Grafismo Animado e Sonorização

Ainda faltam 600 mil computadores nas escolas. E muita falta fizeram no ensino à distância

Joana Beleza

Coordeação Editorial

Artigo Exclusivo para assinantes

Assine já por apenas 1€ por semana.

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: ILeiria@expresso.impresa.pt

Comentários
Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vídeo
+ Vistas