Loading...

Multimédia

“Os russos sofreram graves perdas de homens aqui". Um comandante ucraniano mostra a floresta de onde o exército russo disparou sobre Irpin

O comandante Alexandr Chech é chefe de um dos batalhões das Forças Armadas que ajudaram a libertar a cidade de Irpin, onde fica a floresta que o exército russo utilizou como base de disparos de artilharia que destruíram várias casas e prédios residenciais em Irpin e Bucha. Os seus homens também verificaram as casas à volta para garantir que já não existem quaisquer engenhos explosivos, pessoas feridas ou mortas ou mesmo soldados russos escondidos. A 28 de março, Irpin já era território ucraniano outra vez, a ocupação durou um mês e um dia. Para trás ficam centenas de casas destruídas, ocupadas e saqueadas, e muita perda. As pessoas que não fugiram vivem sem luz, água canalizada, aquecimento, há quase um mês. Muitos queixam-se da ausência dos políticos, mas levam as mãos ao céu a falar dos voluntários, ucranianos e internacionais, que ficaram até ao último minuto para trazer diariamente comida e água. Das ruas são os próprios habitantes que limpam pedaços de veículos militares, balas, carros desfeitos e pregam placas de zinco nos telhados cheios de buracos

Ana França

Texto da enviada do Expresso à Ucrânia

Rui Duarte Silva

Vídeo do enviado do Expresso à Ucrânia

+ Vídeo
+ Vistas