Guerra na Ucrânia

Sondagem DN/JN/TSF: quase 50% dos portugueses acreditam na vitória da Ucrânia

Sondagem DN/JN/TSF: quase 50% dos portugueses acreditam na vitória da Ucrânia
ZOHRA BENSEMRA/Reuters

Dois terços dos portugueses defendem que os países da NATO devem continuar a dar ajuda militar à Ucrânia

Quase metade dos portugueses (49%) acreditam que os ucranianos vão vencer os russos, revela uma sondagem da Aximage para o “Diário de Notícias”, o “Jornal de Notícias” e a “TSF”. Apesar de acreditarem na vitória, a visão é pessimista: 45% consideram que a guerra vai prolongar-se no tempo.

Além disso, 21% estimam que o conflito possa escalar para um confronto direto entre Rússia e NATO. Ainda assim, dois terços dos portugueses (67%) defendem que os países da NATO devem continuar a dar ajuda militar à Ucrânia.

Num cenário mais catastrófico: há 7% dos inquiridos que temem que o conflito termine numa guerra nuclear. Já em um panorama mais positivo a nível de duração, cerca de 15% acreditam que o desfecho será breve: 9% preveem um acordo entre as duas partes e 6% colocam a possibilidade de a Ucrânia ceder território à Rússia.

A sondagem da Aximage contou com 810 entrevistas telefónicas, recolhidas entre 21 e 24 de setembro de 2022. A margem de erro máximo é de 3,44%, com um nível de confiança de 95%.


Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: piquete@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas