Internacional

Morreu Jiang Zemin, ex-Presidente da China

Jiang Zemin aparece num ecrã durante um evento no contexto das comemorações do centésimo aniversário do Partido Comunista da China, em junho de 2021
Jiang Zemin aparece num ecrã durante um evento no contexto das comemorações do centésimo aniversário do Partido Comunista da China, em junho de 2021
Lintao Zhang/Getty Images

Jiang Zemin foi presidente da República Popular da China de 1993 a 2003 e secretário-geral do Partido Comunista chinês entre 1989 e 2002. Morreu aos 96 anos, devido a uma leucemia

Jiang Zemin, ex-Presidente chinês, morreu em Xangai, aos 96 anos, vítima de leucemia, adiantou a agência de notícias estatal Xinhua.

Zemin foi secretário-geral do Partido Comunista chinês entre 1989 (cargo que ocupou na sequência do massacre da Praça Tiananmen) e 2002, e Presidente da República Popular da China de 1993 a 2003.

São-lhe reconhecidos méritos como o de ter retirado a China do isolamento diplomático na era pós-Tiananmen e restabelecido as relações com os EUA. Durante a sua liderança, a China alcançou um crescimento económico considerado sem precedentes.

Num comunicado citado pela agência de notícias Xinhua, divulgado pelo Governo chinês, Jiang Zemin é descrito como uma figura notável, de “elevado prestígio”, e como um “grande marxista, um estadista, estratega militar e diplomata".

“A morte do camarada Jiang Zemin é uma perda incalculável para o nosso partido, o Exército e o povo chinês", refere o comunicado

Foi durante a sua presidência que a soberania de Hong Kong foi transferida do Reino Unido para a China (1997) e que Macau passou igualmente para as mãos do país (1999).

Ainda durante a sua liderança, a China juntou-se à Organização Mundial do Comércio (2001) e venceu a corrida à organização do Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: hrbento@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas