Internacional

Parlamento Europeu sob ataque informático de grupo pró-russo

Parlamento Europeu sob ataque informático de grupo pró-russo
JULIEN WARNAND/Reuters

Presidente do Parlamento Europeu confirma que instituição está sob um "sofisticado ciberataque" e que "um grupo pró-Kremlin reivindicou o ataque"

Em atualização

Parlamento Europeu sob ataque informático de grupo pró-russo

Susana Frexes

correspondente em Bruxelas

O site do Parlamento Europeu está em baixo e várias fontes parlamentares adiantam que o ciberataque começou pouco tempo depois as votações do meio-dia, quando o os eurodeputados aprovaram uma resolução que classifica a Rússia como estado patrocinador de terrorismo.

Não é possível aceder ao site do Parlamento (europarl), nem é possível ter acesso a nada do que diz respeito ao plenário, como agenda, tempos de palavra dos eurodeputados, documentos em debate na sessão, listas de voto, resultados ou textos adotados.

A presidente do Parlamento Europeu veio já admitir o "ciberataque sofisticado". Na rede social Twitter adianta ainda que "um grupo pro-Kremlin assumiu a responsabilidade" pelo ataque. Roberta Metsola adianta ainda que os informáticos europeus "estão a proteger os sistemas" e reafirma o voto do final da manhã em que os eurodeputados "proclamaram a Rússia como patrocinador de terrorismo".

[Notícia em atualização]

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: clubeexpresso@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas