Internacional

Maia surpreendeu, Raisi falou de direitos humanos, Biden inquieto com a crise alimentar. Está a decorrer o dia 2 da Assembleia-Geral da ONU

21 setembro 2022 21:35

Ricardo Lourenço

Ricardo Lourenço

Correspondente nos Estados Unidos

Intervenção do Presidente americano, Joe Biden, durante a 77ª sessão da Assembleia-Geral das Nações Unidas

justin lane/epa/lusa

Num momento em que o Irão está a ferro e fogo com milhares de jovens nas ruas a pedir uma abertura do regime, o Presidente Ebrahim Raisi invocou Moisés, Abraão, Jesus e Maomé para saudar as delegações presentes na 77ª Assembleia-Geral da ONU, em Nova Iorque. Afirmou que o seu país luta pelos direitos humanos. Joe Biden apelou a uma condenação geral da invasão russa e reafirmou o apoio dos Estados Unidos à Ucrânia

21 setembro 2022 21:35

Ricardo Lourenço

Ricardo Lourenço

Correspondente nos Estados Unidos

Com uma fala simples mas sentida, a Presidente da República da Moldova foi a Nova Iorque esta quarta-feira dizer aos representantes dos outros 192 países presentes na Assembleia-Geral das Nações Unidas que representa “um dos países mais vulneráveis às crises”. Numa curta intervenção — que foi também a mais inovadora e inesperada da manhã deste segundo dia de trabalhos da 77ª Assembleia-Geral da ONU — Maia Sandu, 50 anos, desviou-se da formalidade dos outros chefes de Estado.