Internacional

Nagorno-Karabakh: Arménia pede reação internacional "à agressão" do Azerbaijão

13 setembro 2022 7:38

Primeiro-ministro arménio Nikol Pashinian

reuters

O Ministério da Defesa da Arménia denunciou na segunda-feira um ataque do Azerbaijão com artilharia e ‘drones’ contra várias cidades arménias, perto da fronteira comum

13 setembro 2022 7:38

O primeiro-ministro arménio, Nikol Pashinian, pediu ao Presidente russo, Vladimir Putin, ao chefe de Estado francês, Emmanuel Macron, e ao chefe diplomático norte-americano, Antony Blinken, que reajam "à agressão" do Azerbaijão.

Durante conversações separadas, Pashinian disse hoje que espera "uma resposta adequada da comunidade internacional", uma vez que estão em curso, de acordo com o Governo de Erevan, confrontos na fronteira entre a Arménia e o Azerbaijão.

O Ministério da Defesa da Arménia denunciou na segunda-feira um ataque do Azerbaijão com artilharia e ‘drones’ contra várias cidades arménias, perto da fronteira comum.

As autoridades arménias já tinham denunciado os preparativos do Azerbaijão para uma "provocação" militar na fronteira com a Arménia.

Os dois países disputam várias zonas de fronteira, incluindo o território de Nagorno-Karabakh, um enclave no Azerbaijão ocupado pela Arménia, que provocou um violento conflito armado entre 1993 e 1994, com milhares de vítimas, antes de um cessar-fogo que tem sido diversas vezes violado.