Internacional

Um professor e 14 alunos foram mortos em ataque a tiro numa escola primária do Texas

24 maio 2022 21:58

Treze crianças foram levadas de ambulância ou autocarro para o Hospital Memorial de Uvalde, depois de ter sido divulgado um tiroteio na Escola Primária Robb, em Uvalde, cerca de 135 quilómetros a oeste de San Antonio

24 maio 2022 21:58

Quinze pessoas, entre as quais 14 alunos e um professor, morreram e mais de duas dúzias de crianças foram hospitalizadas, enquanto múltiplos centros médicos cuidavam de pessoas feridas num ataque a tiro, ocorrido esta terça-feira, pelas 11h32 [hora local], numa escola primária do Texas, disseram autoridades hospitalares.

Segundo a polícia, o atirador atuou sozinho, enquanto o governador do estado norte-americano, Greg Abbott, revelou que o suspeito do ataque está morto, abatido pelas forças de segurança. O governador adiantou, também, que o atirador é Salvador Romas, de 18 anos, morador em Uvalde e que estaria armado com uma pistola e uma espingarda. Abbott qualificou o evento como "uma tragédia horrível que não pode ser tolerada no estado do Texas".

Treze crianças foram levadas de ambulância ou autocarro para o Hospital Memorial de Uvalde, depois de ter sido divulgado um tiroteio na Escola Primária Robb, em Uvalde, cerca de 135 quilómetros a oeste de San Antonio, informaram os funcionários do hospital. Outro hospital, o Hospital Universitário de San Antonio, disse que uma mulher de 66 anos e uma aluna com dez anos se encontram em estado crítico.

O Distrito Escolar de Uvalde anunciou primeiro que as escolas do distrito tinham sido encerradas devido aos tiros, e mais tarde disse que a escola primária, com quase 600 alunos, comunicou a existência de um atirador. Não há confirmação sobre o número total de feridos.

A secretária de imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, anunciou, através da rede social Twitter, que Joe Biden foi informado sobre "as terríveis notícias do tiroteio na escola primária no Texas e continuará a ser informado regularmente à medida que as informações estiverem disponíveis”. Karine Jean-Pierre acrescentou que o Presidente dos Estados Unidos "falará esta noite [de terça-feira] quando regressar à Casa Branca".

Este ataque acontece pouco mais de uma semana depois de dez pessoas terem sido mortas num supermercado localizado numa área predominantemente afro-americana de Buffalo, Nova Iorque.