Internacional

Talibãs “não são a Al-Qaeda”, vão negociar e querem “reconhecimento internacional”: a análise de um ex-porta-voz português da NATO

16 agosto 2021 11:45

"A queda de Cabul" para os talibãs é notícia em todo o mundo

aamir qureshi / afp / getty images

O regresso dos talibãs ao poder no Afeganistão não surpreendeu quem tem experiência no terreno, como é o caso do major-general Carlos Branco, antigo porta-voz das forças da NATO. Mas a rapidez e a forma como foi feita origina muitas interrogações. “A saída dos Estados Unidos do país não pode explicar totalmente aquilo a que estamos assistir”, diz o militar português, que não acredita no regresso à guerra civil

16 agosto 2021 11:45

Com a entrada dos talibãs em Cabul avolumam-se as interrogações sobre o futuro político do Afeganistão. Este domingo, já com o Presidente Ashraf Ghani fora do território afegão, foi notícia que soldados dos Estados Unidos, do Reino Unido, do Canadá e da Austrália estão a caminho do país para proteger a retirada de nacionais. A fuga do Presidente precipitou os acontecimentos.