Guerra na Ucrânia

Noam Chomsky ao Expresso: “Dizer 'vamos continuar a guerra' é dizer 'vamos destruir o mundo, porque queremos fingir que temos princípios'”

31 maio 2022 22:50

Noam Chomsky

heuler andrey

Afinal quem representa o maior perigo: a Rússia, a China ou os Estados Unidos? Nesta entrevista ao Expresso centrada na guerra na Ucrânia, o filósofo norte-americano Noam Chomsky garante que a propaganda russa é uma "piada", que a "ameaça chinesa" é o facto de a China "existir" e que o Estado mais beligerante e que comete as maiores "atrocidades" é mesmo aquele onde nasceu, os EUA. "Somos mais totalitários do que a União Soviética, mas isso é considerado 'democracia' e alto padrão de 'moralidade'", sublinha

31 maio 2022 22:50

Noam Chomsky garante que tem memória. Os 93 anos de idade permitiram ao influente filósofo norte-americano analisar muitos momentos da História mundial e refletir acerca da responsabilidade dos Estados Unidos da América na configuração geopolítica e nos conflitos internacionais. É um dos maiores pensadores da esquerda americana e não se coíbe de apontar o dedo ao regime - que diz ser "totalitário" - do seu país.