Bolsa e Mercados

PSI segue Europa e termina o dia em terreno negativo

PSI segue Europa e termina o dia em terreno negativo
GettyImages

Com os CTT a liderarem as quedas, o PSI terminou o dia no ‘vermelho’, tal como as grandes praças europeias. Dos ‘grandes’ só a Jerónimo Martins fechou em alta

O PSI, índice de referência da bolsa portuguesa, encerrou a sessão desta sexta-feira no ‘vermelho’, com uma desvalorização de 1,18%, para 5738,2 pontos.

Das 16 cotadas que compõem o PSI (que esta semana contou com o regresso da Ibersol), apenas quatro terminaram o dia em alta. Uma delas é a Jerónimo Martins, que faz parte do grupo de ‘pesos pesados’ (cotadas que mais influenciam o PSI). A retalhista avançou 1,21%, para 20,06 euros por ação, mas não foi o suficiente para evitar as quedas do índice.

No ‘vermelho’ ficaram 12 cotadas, nomeadamente os restantes ‘pesos pesados’: BCP, EDP, EDP Renováveis e Galp. Destes, foi o banco que mais perdeu, ao cair 2,92%, para 0,1864 euros por ação.

Já a EDP caiu 1,73%, para 4,718 euros por ação, a EDP Renováveis perdeu 1,79%, para 19,74 euros, e a Galp caiu 0,94%, para 9,916 euros.

Contudo, foram os CTT que lideraram as quedas, ao derraparem 4,11%, para 3,38 euros por ação.

Lisboa segue, assim, a Europa, onde as principais praças também terminaram o dia no ‘vermelho’. Por exemplo, o índice de referência europeu, Stoxx 600, perdeu quase 1,4%.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: rrrosa@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas