Economia

Banca teme pressão de partidos e Centeno sobre créditos, depósitos e comissões

13 janeiro 2023 10:57

O BCP, liderado por Miguel Maya, critica regulação nacional autónoma

tiago miranda

Além da nova legislação, bancos enfrentam pedidos para mexidas em comissões e depósitos

13 janeiro 2023 10:57

“Transmitimos a nossa posição nos fóruns adequados e respeitamos as decisões tomadas pelo Governo e pelos reguladores. Continuamos a pugnar por uma união bancária, o que é difícil de compatibilizar com movimentos regulatórios ou legislativos de cariz nacional, pois não permite o adequado level playing field.” É com esta resposta que o BCP, liderado por Miguel Maya, responde ao projeto que o Partido Socialista apresentou no Parlamento que vem trazer novas regras para o sector bancário, incluindo flexibilizar o diploma aprovado em novembro para os créditos à habitação em dificuldades.

O BCP — que já se queixa da diferença de tratamento entre bancos portugueses e entidades estrangeiras devido ao financiamento para o Fundo de Resolução — é o único dos grandes bancos a operar em Portugal que, numa ronda feita pelo Expresso, fez comentários, ainda que gerais, sobre a nova legislação proposta para o sector bancário.