Economia

PSI valorizou-se em 2022, mas última sessão do ano acaba no "vermelho"

30 dezembro 2022 17:10

thana prasongsin/getty images

O PSI terminou a última sessão de negociação do ano em terreno negativo. No entanto, conseguiu acabar o ano 1,5% acima do valor com que fechou a primeira sessão deste ano

30 dezembro 2022 17:10

O PSI, índice de referência da bolsa portuguesa, terminou a última sessão de negociação do ano em terreno negativo. Esta sexta-feira o índice terminou o dia com uma desvalorização de 1,24%, para 5726,11 pontos.

Se na sessão de quinta-feira nenhuma cotada encerrou no “vermelho", esta sexta-feira nenhuma cotada fechou no “verde”, sendo que apenas os CTT escaparam à “maré” negativa, ficando inalterados.

Foi a Greenvolt que liderou as quedas, ao perder 2,99%, para 7,8 euros por ação.

Mas os “pesos pesados” também tiveram perdas pronunciadas, sendo que a EDP Renováveis e a EDP tiveram, respetivamente, a segunda e terceira maior queda. A primeira perdeu 1,77%, para 20,58 euros por ação e a “empresa mãe” caiu 1,65%, para 4,656 euros.

Os restantes “gigantes” da bolsa também não escaparam: o BCP perdeu 1,48%, para 0,1464 euros por ação, a Jerónimo Martins caiu 1,08%, para 20,18 euros, e a Galp registou uma perda de 0,83%, para 12,61 euros.

Apesar de encerrar longe do máximo atingido durante o ano (cerca de 6300 pontos, em junho), o PSI conseguiu acabar o ano 1,5% acima do valor com que começou, uma vez que a 3 de janeiro de 2022 registava 5637,91 pontos.