Economia

Ikea pode alcançar nos próximos dias acordo para venda dos seus ativos na Rússia

28 dezembro 2022 13:55

matthew horwood/getty images

Até ao final do ano a Ikea pode chegar a acordo para vender as suas fábricas na Rússia, país onde fechou atividade depois da invasão da Ucrânia, em fevereiro

28 dezembro 2022 13:55

Um acordo sobre a venda das fábricas da Ikea na Rússia pode ser alcançado ainda em 2022, disse o ministro da indústria da Rússia esta quarta-feira, citado pela “Reuters”.

O ministro da Indústria e Comércio, Denis Manturov, disse que as negociações estão em andamento, mas não revelou quem são os potenciais compradores. "A Ikea pretende chegar a um acordo de princípio com o comprador ou compradores até o final deste ano", disse.

A Ikea, maior marca de móveis do mundo, fechou as suas lojas na Rússia em março, depois da invasão da Ucrânia em fevereiro, e disse que venderia as suas fábricas, ia fechar escritórios e reduzir a sua força de trabalho de 15.000 funcionários no país. A marca apenas reabriu para uma breve liquidação online durante o verão.

“A venda das nossas fábricas na Rússia está a ocorrer segundo o que estava planeado” , disse a fabricante sueca de móveis em comunicado.

No início do ano a Ikea esperava que o processo fosse finalizado em 2023.