Economia

Dossier dos empréstimos à TAP poderá ser da responsabilidade da secretária de Estado do Tesouro

27 dezembro 2022 8:38

Alexandra Reis

Alexandra Reis poderá ter sob a sua tutela o pagamento dos empréstimos do Estado à TAP e o dossier da privatização da companhia aérea, avança o jornal Público

27 dezembro 2022 8:38

O Governo ainda não publicou a delegação de competências da secretária de Estado do Tesouro, Alexandra Reis, que detalhará se a governante terá a cargo o dossier dos empréstimos à TAP, empresa que lhe pagou a indemnização de 500 mil euros que é hoje tema de polémica.

Segundo o jornal Público desta terça-feira, 27 de dezembro, ainda não se sabe ao certo quais os temas que recairão sob a tutela de Alexandra Reis quase um mês depois da sua nomeação. Porém, o seu antecessor no cargo, João Nuno Mendes, que é hoje secretário de Estado das Finanças, estava incumbido de gerir as “empresas públicas e empresas participadas que integram o sector empresarial do Estado” além da Direcção-Geral do Tesouro e Finanças.

Se se confirmar esta distribuição de competências - as Finanças, interrogadas sobre este tema, não responderam ao Público - Alexandra Reis poderá vir a ser responsável pelo pagamento de 990 milhões de euros, a última parcela do empréstimo do Estado à TAP na ordem dos 3,2 mil milhões de euros, a ser transferida antes do fim do ano; e pelo processo de privatização da transportadora aérea que irá marcar os próximos anos.

O Público nota ainda que a saída de Alexandra Reis da TAP, em fevereiro de 2022, deveu-se a incompatibilidades com a presidente executiva, Christine Ourmières-Widener, ou seja, a pedido da TAP, em linha com os esclarecimentos da secretária de Estado do Tesouro à agência Lusa.