Economia

Vitor Bento, presidente da Associação Portuguesa de Bancos: “O trabalho dos bancos não é fazer caridade”

11 novembro 2022 11:53

Diogo Cavaleiro

Diogo Cavaleiro

textos

Jornalista

Isabel Vicente

Isabel Vicente

textos

Jornalista

Nuno Botelho

Nuno Botelho

foto

Fotojornalista

Depois de anos a dar a cara pela SIBS e após ter sido o primeiro presidente do Novo Banco, Vítor Bento assumiu a presidência da APB em 2021. O mandato vai até 2023

O presidente da APB defende que a subida dos juros dos depósitos dependerá do mercado. E diz não saber o que são lucros excessivos

11 novembro 2022 11:53

Diogo Cavaleiro

Diogo Cavaleiro

textos

Jornalista

Isabel Vicente

Isabel Vicente

textos

Jornalista

Nuno Botelho

Nuno Botelho

foto

Fotojornalista

As novas regras sobre os créditos à habitação vão obrigar os bancos a lidar com muito mais informação do que até aqui, e esse é o principal resultado do diploma aprovado pelo Governo, admite o presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB), que lembra que os bancos não fazem “caridade” e que, por isso, a subida dos juros nos depósitos responde ao mercado.

O que traz de novo o diploma do Governo para o crédito à habitação?

Um acréscimo significativo de trabalho que impõe uma série de obrigações processuais aos bancos e essa parte será mais complexa do ponto de vista de processamento de informação, não do ponto de vista de resultados. O que vale a pena dizer é que os bancos farão o que for possível, como sempre. E não se sabe ainda qual o tempo que se dispõe para fazer essa visita aos processos.