Exclusivo

Economia

Liz Truss renuncia, libra valoriza-se e Bolsa de Londres fecha positiva

Liz Triss bateu um recorde ao liderar o mais curto executivo de sempre no Reino Unido
Liz Triss bateu um recorde ao liderar o mais curto executivo de sempre no Reino Unido
Parlamento do Reino Unido/Getty Images

Após a demissão de Truss, abrindo caminho para novo governo, os mercados reagiram ‘mistos’ esta quinta-feira em Londres. A libra apreciou-se 0,2% frente ao dólar e a bolsa ganhou 0,27%. Mas os juros das obrigações a 10 anos subiram para perto de 4%

Liz Truss acabou esta quinta-feira por renunciar à liderança do Partido Conservador, abrindo caminho para a nomeação de um novo primeiro-ministro e a formação de novo governo em novembro. Os mercados receberam a saída de Truss, recordista no mais curto governo da história, com algum alívio na City.

A libra, que tinha afundado a 26 de setembro, valorizou-se 0,2% face ao dólar e o principal índice da Bolsa londrina, o FTSE 100, fechou com um ganho ligeiro de 0,27%, escapando ao vermelho. Mas, no mercado da dívida pública, os juros dos títulos a 5 a 10 anos subiram para perto de 4%.

A revista The Economist, na sua edição semanal, já não foi a tempo de incluir o novo facto da crise política britânica, mas em nota aos leitores destaca que a resignação de Truss confirma plenamente o título da edição: “Welcome to Britaly” (Bem-Vindo a Britaly), denunciando uma certa ‘italianização’ da política e economia britânicas.

Artigo Exclusivo para assinantes

Assine já por apenas 1,63€ por semana.

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: clubeexpresso@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas