Economia

Alemanha nacionaliza importadora de gás Uniper e injeta mais 8 mil milhões de euros

20 setembro 2022 18:55

sascha steinbach/epa

Berlim irá entrar no capital da Uniper, a maior importadora de gás russo da Alemanha, adquirindo a participação de 78% detida pela casa-mãe, a finlandesa Fortum

20 setembro 2022 18:55

Depois de um primeiro programa de resgate que acabou por se revelar insuficiente tendo em conta os valores recorde que o gás natural está a alcançar nos mercados à vista, a Uniper vai voltar a ser intervencionada pelo governo federal alemão.

Segundo a Reuters, em notícia desta terça-feira, 20 de setembro, Berlim irá entrar no capital daquela que é a maior importadora de gás russo da Alemanha, adquirindo a participação de 78% detida pela casa-mãe Fortum, uma empresa finlandesa do setor das utilities.

O Estado alemão vai entrar no capital da Uniper, que é uma subsidiária alemã da Fortum, com mais 8 mil milhões de euros naquela que acaba por ser uma nacionalização da empresa. Ainda não foi, contudo, alcançado um acordo final em relação ao resgate da empresa, segundo a agência.

Até agora, o Estado alemão já despendeu 29 mil milhões de euros para socorrer a Uniper, incapaz de fazer frente aos custos de compra de gás natural nos mercados à vista, muito superiores aos do gás russo, abundante e barato, e do qual dependia antes da guerra na Ucrânia.

A Fortum entrou no capital da Uniper em 2017, investindo até hoje 8 mil milhões de euros na empresa alemã, num negócio que, segundo a Reuters, foi contestado pela própria Uniper, que temia ser desmembrada. A Uniper é cotada em bolsa.