Economia

Eurodeputado José Manuel Fernandes: “É urgente mobilizar os fundos europeus para que não falte água na torneira”

1 setembro 2022 10:59

win-initiative/neleman

Eurodeputado José Manuel Fernandes defende alteração do PRR e do Portugal 2030. “Deveríamos ter previstas centrais de dessanilizaçao devidamente localizadas”, alerta o social-democrata

1 setembro 2022 10:59

É urgente que o Governo comece a mobilizar os fundos do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e do novo quadro comunitário Portugal 2030 para investir em centrais de dessalinização que assegurem o abastecimento de água no país, alerta o eurodeputado social-democrata José Manuel Fernandes, coordenador do maior grupo político – o Partido Popular Europeu - na comissão dos Orçamentos do Parlamento Europeu.

"É urgente mobilizar os fundos europeus para que não falte água na torneira”, diz ao Expresso.

“O Governo anda a reboque das alterações climáticas, em vez de as prevenir. Deveríamos ter previstas centrais de dessanilizaçao devidamente localizadas. Temos de procurar interligar os sistemas de abastecimento de água e obviamente procurar a máxima eficiência combatendo as perdas”, defende o eurodeputado para combater a escassez de água e a seca.

“Não podemos secar as barragens para produzir o máximo de energia e colocar em perigo o abastecimento público de água e a agricultura”, critica José Manuel Fernandes.

“Portugal tem enormes recursos financeiros através dos fundos europeus do PRR e do Portugal 2030, mas o Governo não planeia nem os utiliza convenientemente. Não há uma estratégia nacional para uma boa gestão da água”, lamenta.

“Quando faltar água nas torneiras, a estratégia do Governo será - mais uma vez - a de culpar os municípios. Aliás, o Governo já pediu aos municípios para aumentarem os preços da água”, lembra o social-democrata. “Felizmente podemos alterar o PRR e o Portugal 2030 para responder a esta urgência, mas não vejo vontade nem competência por parte do Governo”.

Quanto ao abastecimento público de água, o eurodeputado alerta que o PRR apenas prevê uma pequena central de dessalinização no Algarve.

Na documentação do PRR lê-se que a dessalinização de água do mar é um dos vários objetivos do Plano Regional de Eficiência Hídrica do Algarve a financiar pelo PRR até 2026, “através de uma instalação de dessalinização que complemente as outras medidas de reforço da oferta e que permita modularidade e a possibilidade de incrementos adicionais de disponibilidade de água, para mitigação de riscos futuros”.

Estratégia europeia

No início desta semana, por ocasião da sessão de abertura da 18.ª edição da Universidade de Verão do PSD, José Manuel Fernandes anunciara que os eurodeputados do principal partido da oposição vão propor no Parlamento Europeu a criação de uma estratégia europeia para as questões relacionadas com a seca e os incêndios.

“Os deputados do PSD vão propor um debate em plenário no Parlamento Europeu, com uma resolução, para que a questão dos incêndios e também da seca seja vista em termos europeus, haja uma estratégia europeia para ela, mas depois que cada um (países) faça a sua parte, faça o seu trabalho”, disse então José Manuel Fernandes.