Economia

Novo Banco confirma nova administração, após obter aprovação dos supervisores

26 agosto 2022 8:06

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

Foto: Getty Images

Mark Bourke irá liderar o Novo Banco até 2025, com uma equipa que integra outros seis administradores executivos, cujos nomes já obtiveram "luz verde" das entidades de supervisão

26 agosto 2022 8:06

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

O Novo Banco confirmou esta sexta-feira, em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a mudança do seu conselho de administração, com a composição anunciada a 5 de maio, depois de ter obtido "luz verde" das entidades de supervisão, que aprovaram os nomes propostos na sequência de um processo de avaliação da idoneidade dos gestores, conhecido como fit and proper.

Assim, no período de 2022 a 2025 o presidente executivo do Novo Banco, sucedendo a António Ramalho, será Mark Bourke. Antes de se juntar ao Novo Banco, Mark Bourke foi CFO (administrador financeiro) do Allied Irish Banks. Começou a carreira na auditora PwC, em 1989.

Leigh Bartlett será o administrador financeiro do Novo Banco, numa equipa de gestão que contará ainda com Luis Ribeiro (com o pelouro da banca de retalho), Andrés Baltar (administrador com o pelouro da banca de empresas), Luísa Soares da Silva (com o pelouro jurídico), Carlos Brandão (responsável pelo risco) e Rui Fontes (com a área do crédito).

Em maio, quando o Novo Banco anunciou a nova administração (na altura ainda sujeita a avaliação da supervisão bancária), Byron Haynes, presidente do Conselho Geral e de Supervisão do Novo Banco afirmou que "sob a liderança de Mark Bourke, esta é a equipa de gestão do conselho de administração executivo que irá executar, com sucesso, a próxima fase de desenvolvimento do Novo Banco".

O objetivo, segundo Byron Haynes, é competir "como um banco sólido e independente, dedicado ao segmento de empresas e retalho e continuando a crescer e a cumprir as suas metas e objetivos de acordo com o plano a médio prazo".