Economia

Futuros da eletricidade para 2023 na Alemanha e em França batem recordes

26 agosto 2022 13:38

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

justin sullivan/getty images

Na Alemanha o preço da eletricidade para 2023 passou os 800 euros por MWh e em França superou 1000 euros por MWh, o equivalente a mais de 1 euro por kWh. Em Portugal os futuros para 2023 estão nos 338 euros

26 agosto 2022 13:38

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

Os preços dos contratos de eletricidade para 2023 atingiram esta sexta-feira novos recordes nos mercados grossistas da Alemanha e de França, com os futuros do próximo ano no mercado alemão a ultrapassar os 800 euros por megawatt hora (MWh) e os contratos para 2023 no mercado francês a superar os 1000 euros por MWh.

Em ambos os casos, trata-se de preços inéditos no mercado grossista dos dois países, colocando o custo de referência para os contratos anuais num valor equivalente a 80 cêntimos por kilowatt hora (kWh) na Alemanha e em mais de 1 euro por kWh em França, antes de somados os custos de transporte e distribuição da eletricidade e os impostos.

Parte deste disparo dos preços no centro da Europa está relacionado com a preocupação dos agentes de mercado sobre a capacidade de os vários países se aprovisionarem de gás suficiente para a operação das centrais elétricas ao longo dos próximos meses.

O anúncio, por parte da francesa EDF, de que parte dos seus reatores nucleares só voltarão a operar mais tarde do que o inicialmente esperado, também está a contribuir para uma pressão sobre os preços futuros da eletricidade.

A título de comparação, os preços regulados da eletricidade em Portugal para clientes domésticos rondam hoje os 15 cêntimos por kWh. E os preços para novos contratos no maior fornecedor do mercado, a EDP Comercial, estão na casa dos 22 cêntimos por kWh.

Em Portugal e Espanha os futuros para 2023 estão em patamares mais modestos do que no centro da Europa. Ainda sem preços para esta sexta-feira, o OMIP, onde são transacionados os contratos a prazo em diferentes maturidades para a Península Ibérica, registou esta quinta-feira um preço de fecho dos futuros para 2023 de 338 euros por MWh, que é igualmente um recorde.

A persistência deste nível de preços nos futuros para 2023 no mercado ibérico colocará uma pressão adicional na comercialização de eletricidade, que poderá levar a que as tarifas para novos contratos saltem para valores superiores a 30 cêntimos por kWh.

No mercado para o dia seguinte da Península Ibérica, o OMIE, o preço médio para este sábado será de 160 euros por MWh, ao qual há que somar uma parcela de 225 euros do custo da compensação do mecanismo ibérico de proteção dos preços grossistas (verba que serve para compensar as centrais de ciclo combinado a gás natural por estarem a vender a sua energia com base num preço de referência artificialmente mais baixo do que o custo real do gás).

Dessa forma, o custo grossista da eletricidade no mercado ibérico rondará este sábado os 385 euros por MWh (se incluirmos o ajuste), o que está ainda longe do máximo histórico do mercado diário (que chegou a passar os 542 euros por MWh a 8 de março).

O preço grossista para este sábado em Portugal e Espanha está também aquém do custo da eletricidade no mercado diário da Alemanha e de França, que apresenta preços acima dos 600 euros por MWh.