Economia

Cereais: devemos estar preocupados com a segurança de abastecimento? (veja o descodificador)

2 junho 2022 12:30

Vítor Andrade

Vítor Andrade

Coordenador de Economia

juan silva

Podemos não perder o sono com o assunto, mas vamos perder mais alguns euros para continuar a pôr cereais na mesa. A escassez serve-se fria e a recuperação da segurança de abastecimento vai depender da guerra

2 junho 2022 12:30

Vítor Andrade

Vítor Andrade

Coordenador de Economia

1 - Portugal vai ter falta de cereais?

Não. Mas vai ter de fazer uma gestão praticamente ao dia. A situação ficou muito comprometida nas primeiras semanas de guerra, pois todos os países fornecedores começaram a fazer contas à vida e a olhar, primeiro, para a satisfação das suas próprias necessidades. Mas, entretanto, no caso português, conseguiu-se uma certa estabilização na segurança de abastecimento. As declarações feitas esta semana pela ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, até podem parecer alarmistas, pois referem reservas de cereais “para cerca de um mês”, mas, na verdade, e segundo o sector, Portugal deverá ter os cereais que precisa para se alimentar pelo menos até ao final do ano. “Em stock” [ou seja, armazenados neste momento nos silos do país], realmente pode só haver cereais para 30 dias. Mas há compras efetuadas e navios a caminho de Portugal com o suficiente para o resto do ano.