Economia

Salários da função pública perdem até 12,9% do poder de compra desde 2010

13 abril 2022 17:27

Carlos Esteves

Carlos Esteves

Infográfico

Aumento de 2022 é o segundo em 13 anos. Escalada da inflação em 2022 agrava deterioração salarial dos trabalhadores do Estado. Vencimentos mais baixos também perdem com congelamento, apesar da subida do salário mínimo

13 abril 2022 17:27

Carlos Esteves

Carlos Esteves

Infográfico

O chumbo da proposta inicial do Orçamento do Estado para 2022 (OE 2022), em outubro do ano passado, não travou os aumentos previstos para a Função Pública para este ano. Em janeiro, os funcionários do Estado viram a sua remuneração base aumentar 0,9%, em linha com a inflação que o Governo tinha previsto para 2021, seguindo a regra definida na anterior legislatura. Além disso, os salário mais baixos subiram mais acompanhando o aumento do salário mínimo nacional para os 705 euros brutos mensais. Porém, este valor fica longe de compensar a perda de poder de compra acumulada em mais de uma década de congelamento da tabela remuneratória da função pública.