Economia

Goldman Sachs investe 200 milhões de euros em empresa do grupo Visabeira

20 outubro 2021 17:12

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

brendan mcdermid/reuters

A Goldman Sachs Asset Management adquiriu uma participação minoritária na empresa portuguesa Constructel, para potenciar o crescimento da subsidiária do grupo Visabeira, incluindo através de aquisições

20 outubro 2021 17:12

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A Goldman Sachs Asset Management firmou um contrato para investir 200 milhões de euros na Constructel Visabeira, e ficará com uma participação minoritária nesta subsidiária do grupo Visabeira, anunciaram as duas partes em comunicado. A percentagem de participação adquirida não foi, contudo, revelada.

"Os recursos provenientes do investimento serão utilizados predominantemente para acelerar o crescimento orgânico e inorgânico, através de aquisições, apoiando a estratégia de expansão da empresa", refere o comunicado divulgado esta quarta-feira.

Especializada no fornecimento de serviços nos sectores das telecomunicações e energia, a Constructel está presente em Portugal, França, Reino Unido, Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Itália, Espanha e Estados Unidos da América.

Atualmente, a empresa emprega mais de 5.000 pessoas e perspetiva atingir, em 2021, um volume de negócios superior a 800 milhões de euros.

"A contínua migração para a tecnologia de fibra ótica, o foco acrescido das operadoras na implementação de redes 5G, soluções de IoT (internet of things), datacenters [centros de dados] e a evolução das infraestruturas de rede de eletricidade e gás impulsionarão a procura adicional dos serviços da Constructel Visabeira nos principais mercados-alvo. Para o apoiar nesta próxima fase de crescimento, o grupo Visabeira optou pela parceria de um investidor internacional de renome, mantendo a sua independência", refere a empresa.

Contactada pelo Expresso, a Visabeira assegurou que a Goldman Sachs Asset Management entra apenas no capital da Constructel, não havendo alterações na estrutura de controlo do grupo Visabeira.

"A Goldman Sachs tornou-se, rapidamente, no parceiro ideal para nós: o alinhamento com os nossos objetivos estratégicos, a amplitude da sua plataforma internacional e a sua experiência no sector irá permitir-nos concretizar todo o nosso potencial", comentou, no comunicado, o presidente executivo da Visabeira, Nuno Terras Marques.

A transação, ainda sujeita a autorizações regulatórias, contou com vários assessores, incluindo a Alvarium e a Nau Securities como consultoras financeiras, a Ernst & Young na assessoria financeira e fiscal e a Vieira de Almeida & Associados com aconselhamento jurídico à Constructel Visabeira. Oliver Wyman, Linklaters e Deloitte apoiaram a Goldman Sachs na operação.