Economia

Santander e Bestinver entre os novos acionistas da Greenvolt

15 julho 2021 20:17

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A Greenvolt, liderada por João Manso Neto, é a mais recente empresa na Euronext Lisbon.

d.r.

Gestoras de ativos espanholas adquiriram, no seu conjunto, mais de 5% do capital da mais recente empresa da bolsa portuguesa

15 julho 2021 20:17

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

As gestoras de ativos espanholas Santander Asset Management e Bestinver estão entre os novos acionistas da Greenvolt, a empresa de energias renováveis do grupo Altri, que se estreou em bolsa esta quinta-feira.

Em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Greenvolt informou que a gestora de ativos do grupo Santander adquiriu uma participação de 2,71%.

Num outro comunicado à CMVM, a Greenvolt indicou que a Bestinver ficou com uma posição de 2,53%.

Estas foram as primeiras participações qualificadas (ou seja, superiores a 2%) a serem comunicadas ao mercado após o aumento de capital da Greenvolt e a sua estreia em bolsa, que teve nesta primeira sessão uma valorização de quase 13%.

A expectativa do presidente executivo da Greenvolt, João Manso Neto, é que a empresa preencha os requisitos para já em setembro entrar no principal índice da bolsa portuguesa, o PSI-20, onde já estão outras quatro empresas de energia, a EDP, a EDP Renováveis, a Galp e a REN.

A operação de aumento de capital contou com vários assessores. Os bancos BNP Paribas e Caixabank coordenaram a oferta, na qual também participaram o Santander e o JB Capital Markets.

A Altri teve como assessor financeiro o Lazard e como assessor jurídico a sociedade Vieira de Almeida. Já a firma PLMJ assessorou juridicamente os bancos referidos. A Greenvolt é auditada pela Deloitte.