ARQUIVO Diário

Portugueses querem manter CGD como banco público e dividem-se quanto à renacionalização dos CTT

15 março 2019 18:50

Apesar de todas as polémicas que têm envolvido a Caixa Geral de Depósitos, a maioria dos portugueses quer manter o banco na esfera pública

joão carlos santos

55% dos inquiridos na sondagem ICS/ISCTE para o Expresso e a SIC defendem que privatizar a Caixa Geral de Depósitos “é uma má ideia em quaisquer circunstâncias”. Já sobre a renacionalização dos CTT, a opinião mais frequente é de que é “boa ideia”, mas fica pelos 43%

15 março 2019 18:50

Ciclicamente, o tema volta à agenda mediática: deve a Caixa Geral de Depósitos (CGD) ser privatizada? A resposta, para a maioria dos portugueses, é um rotundo não. Esse é um dos resultados da sondagem ICS/ISCTE para o Expresso e a SIC, com o trabalho de campo a ser realizado pela GfK Metris.

Colocados perante a pergunta “Pensando na possibilidade de privatizar a Caixa Geral de Depósitos, ou seja, deixar de ser um banco público e passar a ser um banco privado, com qual das seguintes frases mais concorda?”, a maioria dos inquiridos (55%) defendem que “privatizar a CGD é uma má ideia em quaisquer circunstâncias”. Mais ainda, apenas 12% consideram a privatização uma boa ideia, enquanto 11% acham que enquanto a atual administração não terminar o seu mandato é cedo para discutir esta possibilidade. Os restantes 22% (ou seja, quase um em cada cinco inquiridos) não escolheu qualquer das hipóteses anteriores.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso - iOS e Android - para descarregar as edições para leitura offline)