Coronavírus

Confinamento desce há três semanas e mobilidade está 70% acima do normal nos dias úteis

25 fevereiro 2021 19:10

manuel fernando araújo/lusa

De acordo com um relatório da consultora Produtos e Serviços de Estatística (PSE), aqueles que mais furam o confinamento são sobretudo homens e classes sociais mais baixas

25 fevereiro 2021 19:10

Os dados não enganam: o cumprimento do confinamento, imposto pelo atual estado de emergência em Portugal, está a descer há três semanas consecutivas, ainda que ligeiramente. A conclusão consta num relatório da consultora Produtos e Serviços de Estatística (PSE), onde é identificado que “em termos nacionais o valor médio semanal de confinamento, nos dias úteis, caiu de 51% para 48%”.

Os resultados apontam também que a mobilidade está já acima dos 70% durante os dias úteis. “Se na primeira semana depois do fecho das escolas o Índice de Mobilidade foi de 59, 60 e 61%, desde o dia 12 de fevereiro que a mobilidade está tendencialmente acima dos 70%, sendo a média desse período de 72%”, aponta a PSE, que acrescenta: “Isto quer dizer que temos atualmente em circulação mais de 70% da população que circulava no período pré-pandemia”.

Em comparação com o anterior confinamento, o nível de cumprimento do segundo “foi inferior ao do primeiro em cerca de 9,3 pontos”, conclui a PSE.

“Sendo verdade que o confinamento é mais alto ao fim de semana e que a mobilidade é muito menor aos sábados e domingos, nos dias úteis a realidade é totalmente diferente”, refere o Índice de Mobilidade da PSE, que identifica um maior aumento de circulação às sextas-feiras.

“Nos dias úteis, o Índice de Mobilidade da PSE (índice de base 100 correspondente à situação pré-covid) está no dia 24 de fevereiro com o índice 72, ou seja, 28 pontos do nível normal, anterior à pandemia”, lê-se no mesmo relatório.

O painel da PSE indica ainda que “as pessoas do género masculino são as que estão a desconfiar mais” e que o incumprimento “está a acelerar sobretudo junto das classes sociais mais baixas”.