Coronavírus

Covid-19. SEF ainda procura seis migrantes do hostel de Lisboa

22 abril 2020 18:56

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

tiago petinga

Autoridades detetaram 19 dos 25 cidadãos que não tinham aparecido nos testes da covid-19 mas não encontraram ainda seis. Dois deles podem estar no Reino Unido e por isso o SEF pediu ajuda às autoridades inglesas para ajudar a encontrar o seu paradeiro

22 abril 2020 18:56

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou que ainda procura seis migrantes do hostel da rua Morais Soares, em Lisboa. As autoridades detetaram, nas últimas 24 horas, 19 dos 25 cidadãos estrangeiros que não se encontravam alojados no hostel Aykibom, em Lisboa, no passado domingo, altura em que foi decidido proceder ao exame de todos os residentes (189) e funcionários da unidade hoteleira por apresentarem sintomas de Covid-19.

"A pedido das autoridades sanitárias, e por estar em causa a saúde pública, o SEF deu início a averiguações das quais resultou a deteção de 19 cidadãos estrangeiros, na sua maioria do continente africano, em vários pontos do país (norte, centro e região da grande Lisboa)", revela o SEF em comunicado.

Dos 25 cidadãos estrangeiros que não se encontravam alojados no hostel, no passado domingo, seis estão ainda por localizar, julgando-se que dois deles possam estar no Reino Unido. O SEF pediu, por isso, a colaboração das autoridades inglesas na sua deteção.

Ao todo participaram nesta operação 35 Inspetores da Direção Central de Investigação do SEF.

Esta manhã, o Conselho Português para os Refugiados (CPR) informou que, com a ajuda do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), tinha detetado 19 migrantes que se ausentaram sem autorização de um hostel de Lisboa. A informação tinha sido avançada pelo CPR depois de uma notícia do "Correio da Manhã" que dava conta do desaparecimento de 19 refugiados.