O prato forte da jornada

Porto vs Benfica: Tripas ou Favas com entrecosto?

19 outubro 2022 15:36

Sexta-feira, no Estádio do Dragão, o F. C. Porto recebe o eterno rival, o Benfica, líder da Primeira Liga de Futebol. À mesa o duelo é aguerrido, com as “Tripas à moda do Porto”, prato emblemático da cidade, a competirem contra as “Favas com entrecosto”. Quem irá vencer este desafio? O Prato Forte da Jornada é uma iniciativa Boa Cama Boa Mesa, com o apoio da Betclic.

19 outubro 2022 15:36

Apenas três pontos separam o Futebol Clube do Porto do Sport Lisboa e Benfica, podendo, no fim deste jogo, a liderança do campeonato estar dividida entre os dois rivais. Com 25 pontos, a equipa lisboeta, até agora invencível, sobe ao relvado do Dragão sexta-feira, às 20h15, para defrontar o Futebol Clube do Porto, com 22 pontos e no segundo lugar. Ao mesmo tempo, à mesa, disputam a liderança das preferências gastronómicas as “Tripas à moda do Porto”, do restaurante Líder, comandado por Manuel Moura, e as “Favas com entrecosto”, do restaurante lisboeta Sem Dúvida, representado por Serafim Morais.

Futebol Clube do Porto – “Tripas à moda do Porto”

Tripas à Moda do Porto

Tripas à Moda do Porto

Prato histórico da cidade, tem mais de 600 anos. A receita surge depois da oferta das carnes nobres às naus comandadas pelo Infante D. Henrique, que partiram à conquista de Ceuta em 1415. Manuel Moura, presidente e fundador da Confraria das Tripas, garante que foi nesse tempo que nasceram também as expressões “os homens do Porto fazem das tripas, coração” e a alcunha como são conhecidos os habitantes da cidade: “tripeiros”. Desde que tomou conta, em 1988, do Restaurante Líder, que as serve, segundo a receita original. Os produtos usados são sempre de talhos de confiança, com os quais trabalha há mais de 30 anos. A matéria-prima é entreguie três dias antes da confeção. Primeiro limpam-se as tripas e higienizam-se, com água e limão durante um dia, são fervidas a 90 graus durante três horas, e só após arrefecerem são cortadas em pequenos cubos.

Manuel Moura ataca com as Tripas à moda do Porto

Manuel Moura ataca com as Tripas à moda do Porto

Depois, explica Manuel Moura, “vão a refogar num tacho grande, com muita cebola, azeite virgem extra, bacon e toucinho. 40 minutos depois, junta-se mão de vitela, cozida e desmanchada e cenoura em meia-lua”. À parte, continua, “coze-se feijão-branco manteiga, uma galinha e uma orelha de porco salgada”, que se juntam às tripas, devidamente refogadas. Antes de finalizar, levam um copo de vinho do Porto e a gelatina da mão de vaca. No restaurante Líder (Alameda Eça de Queirós, 120, Porto. Tel. 225020089) as "Tripas à moda do Porto" (€20,50), servem-se com arroz carolino e uma rodela de salpicão gordo. Um tinto, de preferência do Douro, harmoniza na perfeição com este prato forte da jornada.

Sport Lisboa e Benfica - “Favas com entrecosto”

Favas com entrecosto

Favas com entrecosto

Foi em 2008 que abriu portas o restaurante Sem Dúvida, em Lisboa, e desde o primeiro dia que assumiu a filosofia de comida da época, com ingredientes da estação e sempre frescos, comprados diariamente nos mercados dos arredores. Construiu uma ementa fixa, com especialidades do dia, onde surgem as “Favas com entrecosto” (€12,90), ricas em carne e em enchidos, perfumadas com a salsa acabada de cortar. A receita é a mais clássica que existe, e começa tudo com a preparação do entrecosto, cortado aos pedaços e temperado com alho, pimentão, vinho branco, sal e piripíri. Depois, num tacho, com um fio de azeite, aloura-se a carne que, após corar, recebe a companhia da cebola e só depois dos enchidos e da marinada da carne. Quando fica macio o entrecosto, juntam-se as favas, até ficarem cozidas, e antes de levar à mesa, polvilham-se com salsa picada.

O contra ataque de Serafim Morais faz-se com as Favas com entrecosto

O contra ataque de Serafim Morais faz-se com as Favas com entrecosto

Serafim Morais, 63 anos, conhece a receita na perfeição. Já anda nas lides da gastronomia desde 1976 e perdeu a conta as vezes vezes que serviu este prato de cozinha tradicional. Natural de Mirandela, rumou à capital à procura de mais oportunidades, e hoje já se sente como um verdadeiro lisboeta. As segundas-feiras eram os dias mais difíceis no restaurante Sem Dúvida, especialmente quando o clube do coração não se afirmava nos relvados, se bem que, esta época, abre a porta do espaço com um sorriso mais rasgado. Fez-se sócio do Sport Lisboa e Benfica já lá vão 15 anos e, nas horas vagas, as conversas soltam-se no restaurante, em confronto pacífico com os colegas, alguns de outras preferências clubísticas. Mas quando soa o apito final, que é como quem diz, começa o serviço, vestem todos a mesma camisola, a do restaurante Sem Dúvida (Avenida Elias Garcia, 1 B, Lisboa. Tel. 217932254), ponta de lança da gastronomia regional, da comida de conforto e dos melhores vinhos que se produzem no país.

O Prato Forte da Jornada é uma iniciativa Boa Cama Boa Mesa, com o apoio da Betclic, que ao longo de toda a temporada vai colocar em confronto as receitas tradicionais das regiões dos clubes que disputam a Primeira Liga de Futebol. Para a semana saiba que pratos representam o Gil Vicente e o Braga, neste duelo de gastronomia minhota.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!