Da Terra à Mesa

Picante, ácido e salgado, o Queijo de Azeitão DOP fica bem em qualquer mesa (VÍDEO)

23 janeiro 2023 14:31

Viajou da serra da Estrela até à Arrábida trazendo na bagagem a receita. No caminho, transformou-se num produto DOP que é emblema da região. “Da terra à mesa” é um projeto Boa Cama Boa Mesa que dá a conhecer os produtos portugueses a partir de histórias inspiradoras e de sucesso, desde a produção até ao consumidor, em casa ou no restaurante

23 janeiro 2023 14:31

Corria o século XIX quando, da então longínqua serra da Estrela, chegaram à região de Setúbal as primeiras ovelhas e as técnicas de produção. Mas se o objetivo inicial passava por reproduzir o já afamado queijo da serra, a serra da Arrábida acabou por conferir ao queijo, produzido nos concelhos de Palmela, Sesimbra e Setúbal, uma identidade própria, dando origem ao Queijo de Azeitão DOP.

Produzido manualmente a parir de leite cru de ovelha, o Queijo de Azeitão “dá um bocado de trabalho”, garante Rui Simões, da Queijaria Simões. Elaborado por fases, desde a “receção do leite, a fase do aquecimento, a fase do coalhar”, dá origem a um queijo que “é como os rapazes pequenos, hoje estão-se a rir, amanhã estão a chorar”, descreve o produtor.

O Queijo de Azeitão DOP apresenta “sabor médio e ligeiramente ácido no final, tem um período mínimo de cura de 20 dias”. Durante esse tempo, os queijos são virados todos os dias e lavados, sempre que necessário, para que a crosta se mantenha lisa e limpa.

Com origem no famoso Queijo Serra da Estrela, cujas ovelhas e técnicas de produção chegaram em 1830 à Arrábida, o Queijo de Azeitão DOP deve a identidade às condições edafoclimáticas da região, que influenciam a qualidade dos pastos, bem como à utilização de uma variedade de flor de cardo espontânea (Cynara Cardunculus L.), como coagulante.

Com a atribuição da certificação DOP - Denominação de Origem, toda a produção de Queijo de Azeitão contribui para a proteção da biodiversidade e preservação dos habitats e paisagens, ao mesmo tempo que reforça o tecido socioeconómico das zonas rurais, objetivos defendidos pela politica agrícola comum. A queijaria, que soma prémios nacionais e internacionais, é apoiada pela União Europeia através de vários programas, como o Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural ou o Programa de Desenvolvimento Rural.

Desta queijaria sai o afamado Azeitão DOP, “ligeiramente ácido, um pouco amanteigado e ligeiramente salgado”, que fica em bem qualquer mesa, em especial quando conjugado com os vinhos da região da Península de Setúbal.

Como provar?

Retire do frigorífico cerca de duas horas antes, no Inverno, e 30 minutos no verão, já que o queijo deve ser servido à temperatura ambiente para que recupere todas as qualidades sensoriais, aroma, sabor e textura. Coloque o queijo numa base. O corte deve ser feito ao meio, para que possa apreciar a pasta untuosa a deformar lentamente. Depois parta em pequenas fatias e sirva. Se o consumo for rápido pode abrir o queijo retirando-lhe “a tampa” e servindo com colher.

“Da terra à mesa” é um projeto Boa Cama Boa Mesa que dá a conhecer os produtos portugueses a partir de histórias inspiradoras e de sucesso, desde a produção até ao consumidor, em casa ou no restaurante.