Boa Cama Boa Mesa

Sábado é dia de pecado carnal: Sala de Corte celebra aniversário com menu especial

27 maio 2022 11:58

Sala de Corte

Um mês após ter sido eleita uma das melhores steakhouses do mundo, o restaurante lisboeta celebra o sétimo aniversário com um menu especial em que a estrela é a carne de vaca Minhota (Galega) Super Premium, com 18 anos e 55 dias de maturação

27 maio 2022 11:58

Originária do distrito de Viana do Castelo, em particular dos concelhos de Ponte de Lima, Viana do Castelo e Caminha, a Minhota, também conhecida como Galega, é uma das 15 raças bovinas autóctones portuguesas, conhecida por apresentar uma “carne de elevada tenrura e suculência, de tons rosados pálidos”. É precisamente esta Raça Autóctone Especial, que o chef Luís Gaspar escolheu para abrilhantar o menu especial de aniversário do restaurante Sala de Corte, localizado em Lisboa. A carne que vai chegar à mesa exclusivamente este sábado, dia 28 de maio, é proveniente de um animal com 18 anos de idade e foi sujeita a um processo de maturação de 55 dias.

Sala de Corte

Sala de Corte

De ambiente cosmopolita, o restaurante foi recentemente eleito como uma das melhores 50 steakhouses do mundo no ranking anual World’s Best Steak Restaurants e aproveita o sétimo aniversário para destacar o trabalho que tem vindo a fazer na promoção das raças autóctones nacionais. A cada 15 dias, Luís Gaspar acrescenta à oferta habitual da Sala de Corte, dois cortes distintos de um bovino de raça nacional.

Sala de Corte

Sala de Corte

Mais especificamente, quinzenalmente, desde fevereiro, a oferta do restaurante cresce para lá da carta habitual, disponibilizando, ao almoço e ao jantar, dois cortes distintos de um bovino de raça nacional, como a Cachena, a Barrosã ou a Mirandesa, em que o processo de maturação é totalmente controlado pela equipa do Sala de Corte. Para assinalar o sétimo aniversário do restaurante foi selecionada a vaca Minhota Galega Super Premium, que além de dois cortes distintos: “Chuletón” (€160) e “New York Steak” (€140), está também disponível em “Bife tártaro” (€25). A partir dos dois cortes é possível uma variação “Surf & Turf”, por carabineiro do Algarve, por mais €30. O menu especial de aniversário sugere como sobremesa “Coullant de Chocolate com gelado de baunilha de Madagáscar” (€8), bem como uma harmonização vínica a copo partir do Vallado Reserva 2015 - Big Bottle (€13) e Pintas Porto Vintage 2015 (€15). Refira-se que uma das grandes apostas da Sala de Corte é a garrafeira, que integra a sala principal e se destaca pela imponente montra envidraçada e pela seleção cuidada de vinhos, maioritariamente nacionais, e altamente valorizada pela disponibilização de vinho a copo a partir de grandes formatos, uma tarefa a cargo do escanção Sebastião Madeira.

Sala de Corte

Sala de Corte

Sete anos de pecados carnais

A Sala de Corte abriu pela mão da Plateform, a 28 de maio de 2015, na Rua da Ribeira Nova. Em 2018, mudou de morada e instalou-se na Praça D. Luís I, também no Cais do Sodré. Com esta mudança, ganhou um acréscimo de lugares, um terraço interior, entretanto já renovado, e uma agradável esplanada virada para a praça. Manteve o ambiente intimista e sofisticado, as vitrinas onde os cortes maturam, logo à entrada, e a cozinha à vista, com os grelhadores Josper sempre em ação e não só para a confeção das carnes (já lá vamos!). Num piscar de olho aos vegetarianos, mas acima de tudo como acompanhamento, é possível optar por “Couve-Flor Assada na Brasa com romesco de amêndoa” (€16) ou assessor as carnes com “Legumes na Brasa” e “Corações de alface com vinagrete de mostarda e mel”. Neste capítulo ganha pontos, o guloso “Arroz de Forno com enchidos de fumeiro” (€6).

Sala de Corte

Sala de Corte

Na ementa fixa, o restaurante trabalha sete cortes de carnes maturadas por 30 dias, da “Vazia” (€25) até ao “Chuletón” (€89/ kg). Conte ainda com “Picanha”, “Entrecôte”, “Lombo”, “Chateaubriand” e “T-Bone”, com 15 dias de maturação. Já nas entradas referência obrigatória para o “Carpaccio de Lombo de Novilho com azeite de trufa, pistácios e Parmigiano Reggiano” (€17), para o “Tártaro de Novilho, gema de ovo e pickle de semente de mostarda” (€22) e para os “Croquetes de Novilho com mostarda Dijon” (€4). Para uma refeição rápida, nada melhor do que sentar-se ao balcão e pedir um “Prego”, em pão de trigo com maionese de mostarda Dijon e acompanhado com batatas fritas. Só tem de escolher o corte: “Vazia” (€18), “Entrecôte” (€20) ou “Lombo” (€22).

Luís Gaspar, chef do restaurante Sala de Corte

Luís Gaspar, chef do restaurante Sala de Corte

“Somos uma steakhouse pura e clássica com alguma criatividade”, resume o chef Luís Gaspar, que está à frente da Sala de Corte (Praça D. Luis I, 7, Lisboa. Tel. 213460030) desde o primeiro dia deste restaurante.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!