Boa Cama Boa Mesa

Enoturismo: Conheça os melhores hotéis vínicos portugueses

14 outubro 2021 9:58

Ao longo das diversas rotas dos vinhos, que dão a conhecer as regiões vitivinícolas portugueses, há projetos hoteleiros de referência, que casam, na perfeição, o universo do vinho, com a oferta de alojamento. Visitas às vinhas e adega, passeios nas quintas e herdades, provas de vinhos, refeições e até massagens são algumas das propostas dos melhores hotéis vínicos portugueses.

14 outubro 2021 9:58

Partindo do topo de Portugal e até às ilhas, estes alojamentos convidam a dormir entre vinhas, conhecer as uvas e provar o vinho. Em muitos deles pode aprender tudo sobre a história e produção local em adegas próprias, outros sugerem que leve o farnel para junto das videiras ou desafiam a partir à aventura em busca da melhor paisagem. Seja numa piscina entre vinhedos ou num spa com vista para as cores de outono, pondo as mãos na massa durante a vindima ou os pés numa lagarada, nestes espaços a alma do vinho está sempre presente.

Verde como o vinho
Na mais extensa região vitivinícola, a do Vinho Verde, tem muito para desbravar entre espaços seculares e novidades.
No Monverde Wine Experience Hotel (Quinta de Sanguinhedo, Telões, Amarante. Tel. 255143100) parta para um piquenique ou para um jantar romântico entre as vinhas, desperte sentidos numa prova, seja enólogo por um dia e substitua o chá das cinco por um copo de verde. Passeie pelos 30 hectares da propriedade e desfrute dos 36 quartos, 10 suítes com piscina privativa, enoteca e lareira exterior e da adega boutique.
Mais a norte, rodeado de vinhas, esta propriedade secular mantém as marcas do passado, na imponente torre medieval que é um dos mais emblemáticos edifícios do concelho de Vila Verde, no Torre de Gomariz Wine & Spa (Avenida Sobral-Castelo, 76, Cervães, Braga. Tel. 253929160) a torre, que dá nome ao espaço, reserva dois impressionantes quartos, plenos de romantismo e sedução. O edifício integra também o Tower Bar, o restaurante Gomariz, onde brilham os vinhos produzidos na propriedade, e uma vasta esplanada com vista sobre as vinhas. A ala nova, com vista para a frondosa mata de cinco hectares com inúmeros exemplares arbóreos seculares, tem um total de 12 quartos e 10 suítes. No Camellia Spa encontra tratamentos com produtos e essências da vinha.
Em Ponte de Lima nasceu este verão o Terra Rosa, onde não faltam vinhas seculares que assinalam a história da propriedade. No mesmo perímetro encontra a encantadora Quinta do Ameal, com alojamento contemporâneo num ambiente verde e de recolhimento total.
É ainda em Ponte de Lima que encontra o Paço de Calheiros (Rua de Calheiros, 1174, Calheiros, Ponte de Lima. Tel. 258947164), um impressionante solar pertencente à mesma família desde o século XVII com vários atrativos, dos salões de ambiente clássico à cultura da vinha e animais da quinta.

Vinho e sabores regionais em Trás-os-Montes
A arquitetura ajuda a perceber a importância da Casa Grande do Seixo (Seixo, Loivos Tel. 939 858 482), ainda hoje central. Preservando o cunho histórico, aqui ainda se produz vinho como antigamente. Provas de vinhos, jeropigas, licores, compotas e aguardentes caseiras, tudo confecionado a partir de ingredientes colhidos na propriedade, acompanhadas de produtos regionais e caseiros, é uma das atividades que aqui pode fazer depois de uma visita à quinta, lagar e adega. O espaçoacolhe passeios pelos trilhos que rodeiam as vinhas, bem como almoços e jantares dedicados aos sabores da região. A quinta oferece ainda sete quartos.
Verdadeiro exemplo do que pode ser, ainda hoje, uma quinta agrícola autossustentável, a Casa Agrícola d’Alagoa (Santa Maria de Émeres, Valpaços. Tel. 967 251 573) guarda marcas do passado e tudo o que precisa para viver entre a natureza. Espaço, frutas, animais domésticos e selvagens e também vinha fazem desta uma propriedade completa. A quinta adotou a produção biológica também para as vinhas, que ocupam três hectares da propriedade. Quem ficar alojado num dos quatro quartos ou numa das quatro casas pode aproveitar para visitar a vinha, a adega e provar os vinhos da casa.
Além da Vinha, na Quinta do Ermeiro (Santa Maria de Émeres, Carrazedo de Montenegro. ) encontra vinha, olival, nogueiral e amendoal num ambiente rural que oferece uma imersão na natureza agrícola da casa. Complete a experiência com dormida e jantar na taberna, apostada nos produtos mais tradicionais da região.

Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo

Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo

fabrice demoulin

Sonhar acordado entre vinhas seculares do Douro
Na emblemática Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo (Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo, Covas do Douro, Sabrosa. Tel. 254730430), perca-se na paisagem, faça o seu próprio vinho, visite o museu, onde a tradição do Douro Vinhateiro se mostra em todo o seu esplendor, instalado mesmo ao lado da sala de provas e da loja de vinhos deste hotel localizado numa encosta sobranceira ao rio, entre vinhas e oliveiras. Conta com 11 elegantes quartos e um excelente restaurante vínico.
Vinho faz também parte do cardápio do singular Six Senses Douro Valley (Quinta do Vale Abraão, Samodães, Lamego. Tel. 254660600), discretamente instalado nas margens do Douro, numa propriedade repleta de história. 70 alojamentos, apartamentos e um Spa de sonho, com 10 salas de tratamentos, perfeitas para revigorar corpo e mente. Não prescindindo do luxo e do requinte, torna-se cada vez mais marcante a aposta na sustentabilidade através das boas práticas ambientais.
Antes de descansar no silêncio, num balão, na casa romântica ou num dos 29 quartos do Ventozelo Hotel & Quinta (Quinta de Ventozelo, Ervedosa do Douro. Tel. 254732167), todos com espaço ao ar livre, parta à descoberta dos aromas da terra no campo dos prazeres, onde habitam jardim aromático, centro de interpretação, antigas adegas, capela e alambique; aventure-se pelos trilhos a pé ou numa viagem de jipe, desvendando os vinhos em provas diversas. Na Quinta de Ventozelo aventure-se entre vinhas seculares, em passeios a pé ou de jipe pela propriedade.

Uma das mais antigas e emblemáticas quintas durienses revela-se perfeita para, explorar as vinhas a pé e descobrir os incríveis e altíssimos muro de xisto do nosso Vale do Inferno. Na Quinta de La Rosa (Quinta de la Rosa, Pinhão. Tel. 254 732 254) também pode sair para uma visita ao vizinho Pinhão, para um passeio de barco, comboio ou de bicicleta. Sempre presente, a vista de rio oferecida pelos 23 quartos espalhados ao longo da quinta.
Na The Wine House Hotel Quinta da Pacheca (Rua do Relógio de Sol, 261, Cambres, Lamego. Tel. 254331229) descanse numa das 10 barricas de vinho ou num dos 24 novos aposentos. Fazer uma massagem entre vinhas e aromas do Douro é uma das mais recentes propostas do cardápio dedicado à beleza e bem-estar do novo Spa. Um restaurante, bar e duas piscinas, uma interior, outra exterior, envolvidas pelo vinho que cresce e se prova no bar, que é também loja, complementam a estadia.
A adega desenhada por Siza Vieira é um dos pontos obrigatórios da visita. Outro é o restaurante da unidade, com grandes janelas viradas às vinhas. Num ambiente aconchegante e rural, pernoite na casa principal ou numa das casas independentes da Quinta do Portal (Sabrosa Quinta do Portal, EN 323, Celeirós. Tel. 259937000), sempre com a paisagem do vinho a crescer como companhia.
Revela-se a longevidade no edifício clássico e o compromisso com a face mais contemporânea do Douro na Quinta do Vallado (Peso da Régua Quinta do Vallado, Vilarinho dos Freires. Tel. 254323147). É evidente na ala moderna e nas zonas comuns, mas também na adega onde é obrigatória uma prova dos vinhos para compreender o terroir e afinar o gosto. Em qualquer um dos 13 quartos e suítes conte com serviço cuidado, atenção ao detalhe e mimos de quem sabe receber.
No Douro Superior, o edifício principal da Casa do Rio (EN 222, Quinta do Orgal, Castelo Melhor, Vila Nova De Foz Côa. Tel. 279764340), um projeto de arquitetura em xisto e de linhas retas, entre vinhas e rio, aloja seis quartos. As duas suítes, afastadas do edifício principal, com terraço privativo e vista privilegiada sobre o Douro, têm também piscinas privativas. Piscina panorâmica, Spa com sala de tratamentos e atividades como provas de vinhos, passeios ou piqueniques entre as vinhas complementam a experiência.

O tamanho não é tudo, mas sim a intensidade com que a experiência do vinho pode ser vivida na Quinta de São Bernardo. Da companhia constante do rio correndo lentamente às provas aprofundadas dos vinhos aqui produzidos, passando pelas piscinas privadas de algumas suítes, tudo concorre para uma experiência de sonho dominada pela tranquilidade.

Como era uma casa rural tradicional? A Quinta dos Murças preservou a traça e o espírito da casa antiga que, hoje recuperada pelas mãos do Esporão, alberga 5 quartos de atmosfera tradicional. A sustentabilidade marca presença em todos os recantos da casa à vinha. Pode chegar de comboio ou barco movido a energia solar que leva os hóspedes a passeio. A pé ou de jipe, entre socalcos, desvenda-se a produção 100% biológica e arrepia a paisagem.

Entre Porto e Gaia, a magia do Douro urbano
Na última década, o
The Yeatman (Rua do Choupelo, Vila Nova de Gaia. Tel. 220 133 185) foi capaz de revelar ao Mundo que o Porto é uma joia. Entre a grandiosidade e o detalhe, ajudou a lapidá-la, aventurando-se pelo melhor que o país tem para oferecer com especial foco nos vinhos. Começou pela alegria de Baco, de que é o mais completo embaixador nacional: o vinho dá corpo à atmosfera dos 83 quartos e 26 suítes, ao spa vínico, fonte de beleza e bem-estar, à fotogénica piscina em forma de decanter e a uma garrafeira com milhares de referências. Celebridades ou cidadãos anónimos rendem-se à panorâmica ímpar, à singularidade de dormir numa barrica ou numa suíte com piscina privada encavalitada sobre o rio, sensações prolongadas no bar e terraço panorâmico e no fabuloso restaurante gastronómico onde se viaja pelas raízes da cozinha portuguesa, reinventadas com mestria, e pelos melhores vinhos nacionais.

Basta abrir a janela para olhar de frente o Douro e absorver a animação e colorido da tradicional praça da Ribeira. A silhueta esguia do edifício que alberga a
Gran Cruz House (Praça da Ribeira, Viela do Buraco, 19, Porto. Tel. 227662270) conta histórias que se perdem no tempo, sempre alinhadas com a vida comercial desta zona típica da cidade. Mas nunca como agora se viu tão elegante e recheado de pequenos luxos, vinhos e arte. A recuperação exímia ofereceu charme e conforto a cada um dos sete quartos, todos personalizados refletindo uma categoria de vinho do Porto num convite a descobri-la em profundidade.

Instalado nas antigas caves da Real Companhia Velha, o recente The Lodge Wine & Business (Rua de Serpa Pinto, 60, Vila Nova de Gaia. Tel. 220157540) é um elogio permanente ao Douro na decoração arrojada com assinatura de Nini Andrade Silva e na vertente vínica, sempre presente. Lá fora, convida a explorar tudo o que a região tem para oferecer em múltiplos programas à descoberta dos vinhos das regiões mais próximas.

Quer escolha o hostel, com 43 camas exclusivamente desenhadas e inspiradas nas pipas do vinho do Porto, ou numa das 12 suítes, decoradas com obras originais da Sandeman, o dia dos hóspedes no singular Sandeman Hostel & Suítes começa no lounge com um completo pequeno almoço na mesa comum e termina onde a imaginação ditar, sempre em boa companhia dos vinhos da casa e da região.

Dedicado à vanguarda nas artes, o Torel Avantgarde (Porto Rua da Restauração, 336, Porto. Tel. 220110082) foi alvo de uma renovação recente e revela-se ainda mais envolvente e luxuoso no conjunto e nos detalhes, como as banheiras envidraçadas de alguns dos 47 quartos e suítes. Spa e restaurante Tenro by Digby, dedicado às carnes portuguesas e comprometido com a sazonalidade, prestam homenagem ao criador da garrafa de vinho e rematam o cenário.

Rodeado de um jardim centenário com três hectares, o Boeira Garden Hotel “Curio Collection by Hilton” (Rua Teixeira Lopes, 114, Vila Nova de Gaia. Tel. 969500358) é um verdadeiro oásis no centro da cidade. Os 119 quartos e cinco suítes contemporâneos não descuram o charme local. Tudo convoca para um retiro relaxante, como as sessões de ioga, as piscinas interior e exterior e os tratamentos sublimes do spa. Os mais pequenos aproveitam o lago com gansos e o parque infantil. No restaurante Raízes pratos “esquecidos” da cozinha portuguesa acompanham os melhores néctares do Douro e Porto, também servidos no bar ou no Sky Lounge.

Dormir como um anjo em Terras do Demo
Berço de alguns dos mais emblemáticos espumantes nacionais, a região de Távora-Varosa reserva locais para dormir como um anjo. No edifício de arquitetura gótica manuelina da família Cyrne, anfitriã de excelência, que, literalmente, recebe em casa, este ano há aulas de cozinha, ministradas pela própria Maria Manuela Cyrne. No Hotel Rural Casa Viscondes da Várzea (Rua Várzea de Abrunhais, Lamego. Tel. 254 690 020)), os hóspedes são convidados a fazer as bolas de Lamego, os cogumelos recheados com bacon, caldo verde e tornedó, terminando com um leite-creme. Depois, é passear pelos magníficos jardins, jogar uma partida no campo de ténis ou descansar num dos 36 quartos, seis dos quais na casa principal, uma vez que a maioria estão espalhados pela quinta.

Na Casa de Santo António de Britiande (Largo de S. Sebastião, Britiande, Lamego. Tel. 935 851 428), experiências de enoturismo num encontro com a tradição. O hotel rural dispõe de quartos clássicos e estúdios mais contemporâneos, todos rodeados por extensa Natureza. Um exemplo é a piscina abraçada por alfazema. Árvores de fruto, plantas variadas e, claro, vinhas espalham-se pela quinta. O edifício principal, datado do século XVI, foi em tempos local de recolhimento dos monges franciscanos do Convento de Santo António de Ferreirim.

lissette goncalves contam'estori

Nas alturas com os vinhos da Beira Interior
Para além de um alojamento de referência, atualmente com 29 alojamentos a que acrescem sete novas casas, espalhadas junto ao rio, ao longo da linha do comboio, nas Casas do Côro (Mêda Largo do Côro, Marialva. Tel. 917 552 020) também se produz vinho e é montra dos néctares da região. Aproveite os passeios com música numa das duas camionetas restauradas, os piqueniques a dois no meio das vinhas em magníficas day beds, ou os passeios em buggys pela região. No restaurante, surpreenda-se com a gastronomia e com os vinhos que também produzem.

Perto de Figueira de Castelo Rodrigo, esta Casa das Castas (Rua da Costa, 3, Vermiosa, Figueira de Castelo Rodrigo. Tel. 271 366 094) é um projeto que fundiu o desejo de produzir vinhos e recuperar a antiga casa rural, pertença da família há já quatro gerações, dotando também o espaço com uma adega. A casa de turismo rural, com oito requintados quartos, batizados com os nomes das principais castas da região, começou a receber os primeiros visitantes. Existem diversos programas que conjugam o alojamento com atividades ligadas ao vinho e, na época das vindimas, a possibilidade de participar na apanha da uva ou na pisa a pé.

A propriedade, com 460 hectares, absorve o espírito da montanha e presta homenagem ao escritor e estadista Almeida Garrett. Os seus descendentes assumiram os destinos da Quinta da Vargem – Almeida Garrett (EN 230, Unhais da Serra. Tel. 917 265 860) e promoveram a produção vínica, incluindo um espumante que chegou, dizem, a ser confundido com um verdadeiro champagne. A casa foi recuperada e adaptada para o turismo, com sete quartos. Visita à vinha e à adega, com prova de vinhos, para um mínimo de quatro pessoas, é uma das atividades propostas. Outras são programas de vindimas e de fabrico de queijo.

Uma família holandesa transformou uma quinta do século XVIII num espaço familiar e único. Tudo é vivido sem pressas na Quinta do Albergue do Bonjardim (Nesperal, Sertã E 969 080 788 ) e em respeito pela Natureza. Vinhas, pomares, floresta fazem o enquadramento. Existem sete quartos e um apartamento, perto da adega, onde pode apreciar o antigo alambique. Os proprietários promovem visitas guiadas pelas vinhas e adega, com provas de vinhos.

Casa da Ínsua

Casa da Ínsua

Entre o Dão e a Bairrada
Numa das mais antigas regiões produtoras de vinho em Portugal, o Dão, durma no Hotel Parador Casa da Ínsua (Penalva do Castelo. Tel. 232 640 110) onde a história e as tradições convivem com os néctares locais. Mais recente, o Madre de Água Hotel Rural conserva as tradições agrícolas e vinícolas do território.

Na casa da família Amorim no Dão, a Taboadella (Silvã de Cima. Tel. 232 244 000) acaba de abrir um espaço recuperado pleno de histórias herdadas, vinhos de assinatura e produtos regionais para acompanhar, rodeada de vinhas e com vista para a adega contemporânea.

Mais a sul, na Bairrada, longe de ser um hotel vínico convencional, Palace Hotel do Bussaco (Mata do Bussaco, Luso. Tel. 231 937 970) tem uma história secular ligada à produção de vinho próprio, servido em exclusividade no restaurante e bar do Hotel, que ainda hoje pode descobrir num ambiente de requinte.

Quinta da Lapa

Quinta da Lapa

Rumo ao sul, embalados pelo Tejo
Com tanto para descobrir nesta região banhada pelo Tejo, a Quinta da Lapa (Quinta da Lapa, Manique do Intendente, Cartaxo. Tel. 919886794) está inserida numa quinta vinhateira com três séculos, oferecendo hoje atividades direcionadas para esta experiência. No interior desfrute do conforto e de uma arquitetura única. Em torno de um pátio distribuem-se 11 suítes elegantemente simples, com um ou outro toque de alguma excentricidade.

Já na região de Lisboa, a secular Quinta de Sant’Ana, datada do século XVII, tem 10,5 hectares de vinha recuperada que sobem a colina até à Tapada Nacional de Mafra. Da fundação da Quinta de Sant’Ana (Rua Direita, 3, Gradil, Mafra. Tel. 261 963 550) permanece a Capela de Sant’Ana, com a torre sineira, e a adega de traço rústico, características respeitadas pelos anfitriões James e Ann Frost, que desde 1992 se renderam aos encantos deste lugar idílico. Na vertente de alojamento, há quatro casas à disposição, com a tipologias T2, T3 e T4, uma das quais com jardim e piscina privativa. A acrescentar, a oferta de lazer inclui ainda dois programas de provas de vinhos, com visita à vinha, à adega e à capela, jantares vínicos, piqueniques e workshops.
“Venha dormir onde já dormiu o vinho”. Este é o desafio do pequeno hotel rural Bagos do Vilar, inaugurado em 2020, em plena pandemia. O alojamento recuperou e adaptou para o turismo o espaço do Instituto da Vinha e do Vinho do Cadaval e surpreende ao oferecer a possibilidade única de dormir nos antigos e gigantescos depósitos (ou cubas) de vinho, aos quais foram dados nomes de castas. No alojamento Bagos do Vilar (Rua de Alcântara, Vilar. Tel. 963 876 577) estão disponíveis 14 quartos ou bungalows, que acomodam, tanto casais como famílias ou grupos. Para aumentar o espírito invulgar desta unidade de alojamento existem, em alguns dos quartos, camas suspensas.

Parta em direção a sul para encontrar, já na Península de Setúbal, a Quinta do Piloto (Rua Helena Cardoso, Palmela. Tel. 212 333 030). Duzentos hectares de vinha e 40 anos de história na região são a base deste projeto, que evoluiu da produção a granel para pequenos tesouros engarrafados. Destaca-se a recuperação de uma casta quase extinta, a Moscatel Galego Roxo. Organiza visitas guiadas diárias à adega e às vinhas, com provas.

Entre as serras de São Francisco e São Luís e esconde-se a Capela do Alto das Necessidades, perto do solar antigo, do ovil, da queijaria e da Capela de São Macário. Nos 200 hectares da Quinta de Alcube (Estrada do Alto das Necessidades, Azeitão. Tel. 212 191 566) cabem ainda três casas que levaram os nomes das castas Castelão, Trincadeira e Moscatel e várias opções de visitas com provas de vinhos.

N’A Serenada (Outeiro André, Sobreiras Altas, Grândola Tel. 269 498 014) assume-se um espírito boutique, quer a produzir vinho quer a receber hóspedes. Fica a apenas 13 quilómetros da costa alentejana, com as vinhas e os olivais a adornarem a propriedade onde cabem seis quartos, amplos terraços e piscina exterior panorâmica, ao lado da qual podem decorrer provas de vinhos e workshops, visitas às vinhas e à adega.

No centro de Palmela o vinho da Casa da Atalaia (Rua Heliodoro Salgado, 36, Palmela E 967 050 534) faz parte da história desta casa. A antiga adega e destilaria, com todo o equipamento, mantém-se como espaço de visita e provas. O alojamento de charme, com apenas quatro quartos, presta homenagem à vila de Palmela.

São Lourenço do Barrocal

São Lourenço do Barrocal

Tranquilidade e aventura no Alentejo
As temperaturas amenas são propícias às atividades ao ar livre e à descoberta da propriedade de 780 hectares que alcança o Alqueva, Mourão e Monsaraz. Porque não começar com um passeio a pé ou de bicicleta entre azinheiras, oliveiras milenares, sobreiros e vinhas, em que é possível conhecer vestígios arqueológicos como o menir com sete mil anos. Na Herdade de São Lourenço do Barrocal (Reguengos de Monsaraz Herdade do Barrocal, Reguengos de Monsaraz. Tel. 266247140) também se produz vinho. Um céu estrelado único no mundo, mantas e chocolate quente, no inverno, ou chá fresco no verão são parte de um programa irrecusável.

A magia dá-se ao pôr-do-sol, quando se é convidado a subir à torre para brindar com os vinhos produzidos na herdade onde se enquadra o Torre de Palma Wine Hotel (Monforte Herdade da Torre de Palma, Vaiamonte. Tel. 245388890). Tudo neste espaço, antiga pertença da família Basilii, que remonta ao ano de 1338, é uma autêntica ode à celebração da vida. O verde da paisagem a perder de vista, o bosque, o olival e, claro, as vinhas. Na piscina relaxa-se e no picadeiro dão-se aulas de equitação em cavalos puro-sangue lusitanos, que se crê, tenham aqui a sua origem. Os espaços comuns e os 19 quartos, entre os quais juniores suítes e master suíte com piscina privativa, estão decorados por Rosarinho Gabriel que apostou nos materiais naturais em harmonia com os brancos. Depois da visita à adega faça uma prova de vinhos e descontraia no Spa.

Cinco estrelas no Alentejo, o L’And Vineyards (Montemor-o-Novo Herdade das Valadas, EN4, Montemor-o-Novo. Tel. 266242400) guarda 22 suítes de 120 m2 com um grande terraço exterior com lareira e dois pátios privados, um dos quais com plunge pool. O teto das Sky View suítes tem abertura por comando para sentir a temperatura das noites do Alentejo e mergulhar o olhar no céu estrelado até adormecer. A vinha está um pouco por todo o lado e serve para produzir os rótulos L’and, mas também no spa, com os tratamentos, que têm por base produtos oriundos da vinha e do vinho.
Reabriu em 2021 renovada e com a oferta de alojamento e lazer campestre reforçada. A Herdade da Malhadinha Nova (Herdade da Malhadinha Nova, Albernoa, Beja. Tel. 284965432) tem seis casas e 30 quartos, restaurante, a piscina e uma vista singular sobre a paisagem alentejana, adega, com espaço de vinhos climatizados e enoteca, wine bar e loja, todos com uma atmosfera autêntica e envolvente capaz de retratar o Alentejo e os seus vinhos.
A localização é ímpar: integra parte da serra do Mendro, que separa o Alto do Baixo Alentejo, entre a Vidigueira e Portel, avistando os campos de searas e olivais, mas também a barragem do Alqueva, tendo a Herdade do Sobroso (Pedrógão, Vidigueira, Tel. 284456116/961732958) acesso direto a 2,5 km de frente de rio. Safaris fotográficos de jipe na propriedade ao birdwatching, passando pelos passeios de balão, de bicicleta, ou mesmo os piqueniques rivalizam com a oferta de enoturismo. Os 11 quartos recriam a atmosfera de um monte alentejano, com várias lareiras gigantes acesas e petiscos alentejanos disponíveis no restaurante, aberto em permanência, acompanhados por vinhos de produção própria.
Em pleno Parque da Serra de São Mamede, rodeado de vinhas centenárias, as portas desta pequena unidade, com oito quartos e três suites (a partir de €65), abrem-se a quem procura a tranquilidade do Alentejo. O ambiente é de casa de família. Além de aqui viverem, os proprietários são produtores de vinhos de caráter único. Na Cabeças Do Reguengo (Estrada dos Moleiros, 15, Reguengo, Portalegre. Tel. 245201005) fazem-se provas com produtos regionais na adega e visita-se a cave das barricas.
Situado no Parque Natural do Vale do Guadiana, é necessário percorrer uma pequena estrada de terra batida até encontrar a Herdade do Vau (Beja Lugar de Monte do Vau, Quintos. Tel. 911 798 079), com 12 quartos e vistas deslumbrantes sobre o rio e respetivos moinhos de água. Uma piscina panorâmica está alinhada com uma pequena barragem. Fazem-se provas dos vinhos ali produzidos. Aconselham-se os passeios arqueológicos pelos moinhos e pela vinha, sempre com guia.
A herdade Casa de Santa Vitória (Herdade da Figueirinha, Santa Vitória, Beja. Tel. 284 970 100) funciona como centro de produção de vinho e azeite, aliada a uma oferta turística de excelência, através do Vila Galé Clube de Campo, com 81 quartos e suítes integrado numa área de cultivo com grandes lagos, horta pedagógica e área florestal. Ao longo dos 127 hectares de vinha é possível acompanhar todo o processo de produção, desde visitar as vinhas e a adega, provar os vinhos e, ao mesmo tempo, experimentar um estilo de vida único, num ambiente relaxante, dinâmico e dedicado à Natureza. Como complemento do alojamento é possível realizar atividades diversas, como BTT, pesca desportiva, caminhadas, passeios a cavalo, de charrete, de jipe ou em moto 4, e tiro com arco e ao prato.

MORGADO DO QUINTAO

MORGADO DO QUINTAO

Brindar ao sol no Algarve
Assumindo-se como umas principais adegas do Algarve, a Quinta dos Vales (Quinta dos Vales, Sítio dos Vales, Estombar. Tel. 282 431 036) tem produzido de forma consistente, vinhos premiados, ano após ano, alguns dos quais distinguidos com o prémio “Melhor Vinho do Algarve”, em sete edições nos últimos onze anos. Aqui pode alugar uma vinha e fazer o seu próprio vinho na Winemaker Experience.
Um “outro Algarve” é também o que encontra no Morgado do Quintão, datada de 1810. Ocupa cerca de 60 hectares, dos quais 13 são dedicados ao cultivo da vinha das castas autóctones do Algarve, Negra Mole e Crato Branco.
Já no Monte da Casteleja (EM 535-1, Estrada do Paul, Lagos. Tel. 282 798 408) pode contemplar os ciclos da Natureza e usufruir dos vinhos biológicos de castas nacionais. Na quinta, além de três hectares de vinha, existem também pomares, uma horta biológica, pastagens e animais. Tem uma suíte e três quartos, visitas guiadas à quinta, com provas de vinho e petiscos. Aceitam voluntários para a época de vindima.
Perto de Silves, a família Cabrita fez evoluir uma tradicional vinha no enoturismo Cabrita-Quinta da Vinha (Quinta da Vinha, sítio da Vala, Silves. Tel. 917 236 030). As visitas incluem a adega, a vinha e prova que pode acompanhar com produtos regionais. Durma numa das duas casas.

Ínsula Alantis

Ínsula Alantis

luis costa - lavaimagem

Influência marítima nas ilhas

Açores
Localizado na Ilha do Pico, Açores, o Vinhas do Calhau (Porto do Calhau, 42, Candelária, Pico, Açores. Tel. 292241280) fazem parte do Projeto de Turismo de Vinhos Ramal do Calhau na vila da Madalena. Tem seis apartamentos sofisticados, com kitchenette, terraço ou varanda. A partir deles consegue observar o azul profundo do oceano e a ilha do Faial e, do lado oposto, a imponência da montanha do Pico, a mais alta do país.
Entre os muros basálticos que dão fama à ilha e onde se cultiva a vinha foram erguidos os quatro apartamentos da Ínsula Atlantis (Rua do Farol, São Mateus, Madalena do Pico. Tel. 918836539) . Um brinde para quem se satisfaz com o silêncio, o isolamento e vinhos com “personalidade”.

Na Adega a Buraca (Estrada Regional, 35, Santo António, São Roque do Pico. Tel. 292 642 119) organizam-se provas de vinhos, licores e aguardentes, acompanhadas pelos melhores produtos regionais. Para além da adega, todos são convidados a conhecer a loja e as áreas museológicas (basta tocar ao sino), de segunda a sexta-feira, onde estão recriadas uma oficina de tanoeiro, uma tenda de ferreiro e outras áreas que remetem sempre para atividades relacionadas com o vinho. Dispõe de uma guest house com seis quartos.
Os cerca de 200 anos de história e tradição permanecem vivos na Adega do Fogo (Rua Marginal, 1, Cabrito, Santa Luzia, São Roque do Pico. Tel. 919 803 181). A antiga destilaria foi transformada em alojamento turístico de luxo, com capacidade para 12 pessoas. Dispõe de seis quartos e é alugada na totalidade, num convite a férias em família ou com um grupo de amigos.

Madeira
Na ilha da madeira, a Quinta do Furão (Estrada da Quinta do Furão, 6, Santana, Madeira. Tel. 29157010) está rodeada de vinhas, cujas uvas são vendidas a um produtor, num acordo já muito antigo. Durante o mês de setembro há sempre muitas atividades relacionadas com a vindima, com experiências para os hóspedes. A piscina entre as vinhas é a mais recente novidade. Tem 65 unidades de alojamento e restaurante.
A designer de interiores Nini Andrade Silva inspirou-se no mundo do vinho para estimular estadias únicas no sofisticado The Vine Hotel (Funchal Rua dos Aranhas, 27-A, Funchal, Madeira. Tel. 291 009 000). Dos roxos vivos na receção ao mobiliário a lembrar as vinhas e à Terapia do Vinho, um dos segredos de bem-estar do spa. A decoração dos 79 quartos remete para a ilha, o vinho e as videiras, cascatas e levadas, e as cores aludem às estações do ano. Conheça ainda o Terra Lounge, o UVA Restaurant & Wine Bar e o terraço com piscina infinita e uma vista de rei para a cidade, a montanha e o oceano.

Mandada construir no século XIX pelo então cônsul britânico na Madeira, na Quinta da Serra (Estrada do Chote, 4, Jardim da Serra, Câmara de Lobos. Tel. 291 640 120) o tesouro maior é a Natureza envolvente. Além de várias árvores monumentais e espécies raras da Floresta Laurissilva, foram plantados quase 5000 m2 da casta Sercial, com o objetivo de produzir vinho biológico. O hotel dispõe de 54 quartos, piscina interior, restaurante e muita beleza natural para descobrir.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!