"O tempo na escola devia terminar na escola". Presidente irlandês quer proibir trabalhos de casa no país
CLIQUE
EDUCAÇÃO
"O tempo na escola devia terminar na escola". É nisto que o presidente da Irlanda, Michael D. Higgins, acredita, sublinhando que quer que os trabalhos de casa terminem no país para que as crianças possam ter mais tempo fora da escola para realizar outras atividades.
“As pessoas devem poder usar o seu tempo para outras coisas criativas”, referiu Higgins, num discurso durante o 20.º aniversário do 'news2day' - um programa de notícias infantil do canal irlandês RTÉ.
“Acho que, tanto quanto possível, os trabalhos de casa devem acontecer na escola", explicou o presidente, segundo avança o jornal Irish Mirror, dando esperança aos alunos mais jovens de que os trabalhos de casa venham a ser proibidos na Irlanda.
Em Portugal, recorde-se, vive-se um momento instável no que toca à Educação, com manifestações e greves dos professores e auxiliares de educação.
Professor contratado há 21 anos, André Pestana, coordenador do Sindicato de Todos os Profissionais da Educação, é um dos principais rostos da luta dos docentes, tendo convocado uma greve por tempo indeterminado desde 9 de dezembro, que já obrigou ao fecho de várias escolas por todo o país.
LEIA MAIS ARTIGOS
WEBSTORY: EXPRESSO
FOTOGRAFIAS: STEPHEN MCCARTHY/SPORTSFILE/GETTYIMAGES; MOMO PRODUCTIONS
<!— netScope v4 – Begin of gPrism tag for AMPs -->