João Gonzalez nunca imaginou que o que começou no seu "quarto pequeno de Londres" chegasse a Hollywood
SAIBA MAIS
PORTUGAL NOS ÓSCARES
O realizador português nunca imaginou que o filme que começou a fazer em contexto escolar, no seu "quarto pequeno de Londres", pudesse um dia vir a ser nomeado para os Óscares, contou à Lusa.
A curta-metragem de animação "Ice Merchants", de João Gonzalez, está nomeada para os Óscares, segundo a lista de nomeados anunciada esta terça-feira (24 janeiro), tornando-se no primeiro filme de produção portuguesa a competir por uma 'estatueta dourada'.
"Ice Merchants" compete na categoria de Melhor Curta-Metragem de Animação.
"Comecei este filme como filme de escola, no meu quarto pequeno de Londres, nunca imaginei que poderia tomar este tipo de proporções. Foi uma surpresa muito agradável. Foram dois anos de trabalho, é muito gratificante, obviamente, sermos valorizados", partilhou com a Lusa.
Embora assine o filme, João Gonzalez fala num "trabalho em conjunto". "O filme foi possível porque tive um conjunto de gente incrível a colaborar e a nomeação é para todos eles", afirmou, acrescentando que estão todos "muito felizes" com a nomeação.
João Gonzalez destacou o "efeito mediático grande" dos Óscares, para referir que ele e a equipa envolvida no filme veem a nomeação, "acima de tudo, como uma boa possibilidade para espalhar o cinema português, e a grande qualidade que está a viver de momento, e que já vive há bastante tempo".
"Ice Merchants" é o terceiro filme de João Gonzalez, tem produção portuguesa de Bruno Caetano, pela Cola Animation, e coprodução com França e Reino Unido.
João Gonzalez assina a realização e a banda sonora do filme e divide a animação, em 2D, com a polaca Ala Nunu. Antes de chegar às nomeações dos Óscares, "Ice Merchants" teve uma estreia premiada em 2022 na Semana da Crítica no Festival de Cinema de Cannes, em França.
LEIA MAIS ARTIGOS
WEBSTORY: LUSA; RITA COELHO
FOTOGRAFIAS: DR
<!— netScope v4 – Begin of gPrism tag for AMPs -->