Coronavírus

Covid-19: mais 8937 casos e 11 mortes em Portugal. Incidência continua a subir e R(t) mantém-se

22 dezembro 2021 15:22

É o 23.º dia com mais casos em toda a pandemia, apenas superado na terceira vaga, em janeiro e fevereiro. O boletim da DGS desta quarta-feira assinala também 909 internamentos (mais cinco do que na véspera), 155 dos quais estão em unidades de cuidados intensivos (mais dois). Há ainda 3754 recuperados

22 dezembro 2021 15:22

O boletim covid-19 da Direção-Geral da Saúde dá conta de mais 11 mortes, 8937 infetados e 3754 recuperados em Portugal, nas últimas 24 horas.

Confirma-se assim o número adiantado ao início da tarde pela ministra Marta Temido, em declarações à CNN. A governante antecipou "perto de 9000 casos" e números recorde nos próximos dias — recorde-se que o máximo histórico da pandemia é de 16.432 casos, a 28 de janeiro.

O número de casos é assim o mais elevado desde que a 3 de fevereiro se oficializaram 9083 casos positivos. É o 23.º dia com mais casos em toda a pandemia, apenas superado na terceira vaga, em janeiro e fevereiro.

Apesar desta explosão nos casos, o número de óbitos é o mais baixo dos últimos sete dias — o que é perfeitamente normal, visto que os efeitos na mortalidade não são imediatos. A média diária em dezembro é de 17,4 — há 26 dias consecutivos que se atingem os dois dígitos. Entre as 11 mortes reportadas pela DGS, seis ocorreram em pessoas com 80 ou mais anos, três na faixa etária dos 70-79 e duas no grupo entre os 60 e os 69 anos.

Os internamentos voltaram a aumentar, depois de na segunda-feira se ter registado uma quebra: há mais cinco doentes hospitalizados, o que faz o total subir para 909, dos quais 155 estão em unidades de cuidados intensivos, mais duas camas ocupadas do que na véspera.

A matriz de risco mostra que o R(t), ou índice de transmissibilidade, se mantém em 1,07 na globalidade do território nacional e no continente. Na anterior projeção, na segunda-feira, o R(t) foi de 1,07 na globalidade do território nacional e de 1,06 no continente.

Já a incidência voltou a subir para os 579,3 casos por 100 mil habitantes no território nacional e 582,3 no continente — ou seja, está acima do nível muito elevado, que começa nos 480, e no valor mais alto desde que se iniciou este registo, em março. Na anterior análise, a incidência era de 558,5 casos no território nacional e 562,3 no continente.

Os números gerais da pandemia de covid-19 em Portugal, desde que foi conhecido o primeiro caso em março de 2020, ficam assim: 1.242.545 infeções, 18.823 óbitos e 1.145.663 recuperados. Há 78.059 casos ativos (mais 5172 do que na terça-feira) e 107.232 contactos em vigilância, mais 3687 do que na véspera.

LVT com quase metade dos novos casos

Lisboa e Vale do Tejo é, pelo nono dia consecutivo, a região com mais casos diários e regista hoje, pelo segundo dia seguido, quase metade do total nacional: 47,23%, quando na terça-feira a percentagem foi de 47,39. As autoridades de saúde identificaram 4221 novos contágios e três mortes

No Norte há a assinalar mais dois óbitos e 2541 casos de covid-19, mais de um quarto (28,4%) do total registado esta quarta-feira.

Seguem-se o Centro, com mais 1272 infetados e três mortos, o Algarve, com 353 casos e dois óbitos, a Madeira, com 282 novos contágios e uma vítima mortal, o Alentejo, com 183 infetados e sem óbitos, e os Açores, com mais 85 casos e igualmente sem qualquer óbito.

Os números absolutos de casos e mortes por região ficam assim:

Relativamente a casos confirmados por faixa etária, a fotografia do país é a seguinte:

Quanto a mortes confirmadas por covid-19 por faixa etária, uma doença que afeta mais a população mais velha, o retrato do país é o seguinte: