Coronavírus

Covid-19 no ūüĆŹ: Alemanha com novo m√°ximo di√°rio de mortes; It√°lia e Jap√£o anunciam distribui√ß√£o gratuita de vacinas

Covid-19 no ūüĆŹ: Alemanha com novo m√°ximo di√°rio de mortes; It√°lia e Jap√£o anunciam distribui√ß√£o gratuita de vacinas
THIBAULT SAVARY/Getty Images

O Jap√£o anunciou a distribui√ß√£o gratuita de 126 mil doses para toda a popula√ß√£o. A Alemanha registou nas √ļltimas 24 horas 487 mortes por covid-19

Em atualização

O novo coronavírus já matou pelo menos 1.482.240 pessoas no mundo desde que a OMS relatou o início da doença em dezembro, segundo um levantamento realizado hoje pela agência de notícias AFP às 11h, a partir de fontes oficiais.

Mais de 63.865.770 casos de infeção pelo SARS-CoV-2 foram oficialmente diagnosticados desde o início da pandemia, dos quais pelo menos 40.695.700 pessoas já foram consideradas curadas.

Alemanha

A Alemanha registou um novo recorde de mortes devido √† covid-19 nas √ļltimas 24 horas, com 487 √≥bitos, e contabilizou ainda 17.720 novos casos, informou hoje o Instituto Robert Koch (RKI).

O n√ļmero de novas infe√ß√Ķes identificadas nas √ļltimas 24 horas foi de 17.720, o que representa cerca de menos mil casos em rela√ß√£o a ter√ßa-feira.

Especialistas apontam que, ap√≥s as altas de meados de novembro, a curva estabilizou e at√© est√° a cair, coincidindo com a aplica√ß√£o de novas restri√ß√Ķes √† vida p√ļblica e √† atividade econ√≥mica.

No total, 1.084.743 infe√ß√Ķes pelo novo coronav√≠rus foram relatadas na Alemanha, das quais 17.123 resultaram em morte. Cerca de 779.500 pessoas j√° superaram a doen√ßa.

It√°lia

A vacina contra a covid-19 ser√° gratuita em It√°lia, cujo Governo prev√™ distribuir 202,6 milh√Ķes de doses em 2021 "num esfor√ßo sem precedentes que ir√° requerer um enorme compromisso coletivo, anunciou o ministro da Sa√ļde.

O governante explicou que "a compra da vacina ser√° centralizada e ser√° administrada gratuitamente a todos os italianos" e que como "√© prov√°vel que sejam necess√°rias duas doses, a It√°lia j√° tem 202,6 milh√Ķes de doses reservadas".

Nas √ļltimas 24 horas, a It√°lia registou 785 mortes devido ao novo coronav√≠rus e 19.350 novas infe√ß√Ķes.

Estados Unidos

Os Estados Unidos registaram mais 2.562 mortos e 180.467 infetados com o novo coronav√≠rus nas √ļltimas 24 horas, segundo a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

Com este balan√ßo, o n√ļmero de √≥bitos desde o in√≠cio da pandemia no pa√≠s subiu para 270.450 e o de casos para 13.706.356.

O n√ļmero de mortes excede as estimativas iniciais da Casa Branca, que projetava entre 100 mil e 240 mil √≥bitos.

O Presidente norte-americano, Donald Trump, baixou essas estimativas e estava confiante de que o n√ļmero final ficaria entre 50 mil a 60 mil mortos, embora mais tarde tenha previsto at√© 110 mil mortes, um n√ļmero que tamb√©m j√° foi largamente ultrapassado.

Jap√£o

O Jap√£o vai distribuir gratuitamente vacinas contra o novo coronav√≠rus aos 126 milh√Ķes de habitantes, ao abrigo de uma lei aprovada hoje, quando o arquip√©lago enfrenta um aumento de casos.

O projeto de lei, que estipula que o Governo vai cobrir todos os custos das vacinas, foi aprovado pela c√Ęmara alta do parlamento, j√° depois de ter passado na c√Ęmara baixa.

O Jap√£o j√° encomendou vacinas para 60 milh√Ķes de pessoas da empresa farmac√™utica Pfizer e mais 25 milh√Ķes da empresa de biotecnologia Moderna, tendo ainda confirmado que vai receber 120 milh√Ķes de doses da vacina AstraZeneca.

O país tem neste momento 148.694 casos de covid-19 confirmados, 2139 mortes e 125.470 recuperados.

China

A Comiss√£o de Sa√ļde da China anunciou hoje ter identificado nove casos de covid-19 nas √ļltimas 24 horas, incluindo dois por cont√°gio local e os restantes oriundos do exterior.

As autoridades chinesas disseram que, nas √ļltimas 24 horas, 18 pacientes receberam alta, pelo que o n√ļmero de pessoas infetadas ativas no pa√≠s se fixou em 268, incluindo oito doentes em estado grave.

A Comiss√£o de Sa√ļde da China n√£o anunciou novas mortes devido √† covid-19, pelo que o n√ļmero permaneceu em 4.634. O pa√≠s somou, no total, 86.551 infetados desde o in√≠cio da pandemia.

Hong Kong

Hong Kong vai aumentar as multas para quem n√£o cumprir as medidas de combate √† pandemia, noticiou hoje a imprensa local, num momento em que a regi√£o semiaut√≥noma chinesa vive um aumento de casos e est√° a endurecer as restri√ß√Ķes.

Desde 17 de novembro foram contabilizados mais de mil casos. A esmagadora maioria são contágios locais, o que deverá levar o Governo a aumentar as penas se não forem cumpridas exigências como o distanciamento social, noticiou o jornal South China Morning Post, com valores que podem atingir dez mil dólares de Hong Kong (cerca de mil euros).

Hong Kong j√° limitou a maioria de ajuntamentos para apenas duas pessoas e ordenou testes obrigat√≥rios aos trabalhadores em lares de idosos e em instala√ß√Ķes para pessoas com defici√™ncia, para combater a propaga√ß√£o do novo coronav√≠rus.

O território chinês registou 82 casos na terça-feira, 72 dos quais são contágios locais. Hong Kong contabilizou 6.396 infetados e 109 mortos desde o início da pandemia.

√ćndia

A √ćndia registou 501 mortos devido √† covid-19 e 36.604 infetados, nas √ļltimas 24 horas, disseram hoje as autoridades.

O pa√≠s, que tem mantido uma tend√™ncia decrescente no n√ļmero de cont√°gios, conta agora com 138.122 √≥bitos registados desde o in√≠cio da pandemia. Os casos diminu√≠ram 32% em novembro, em compara√ß√£o com outubro, de acordo com o Minist√©rio da Sa√ļde indiano.

Durante mais de tr√™s semanas, os cont√°gios di√°rios na √ćndia mantiveram-se abaixo dos 50 mil.

Os novos casos est√£o a diminuir de forma consistente depois de terem atingido um pico em meados de setembro, quando rondavam os 100 mil por dia.

México

O M√©xico registou, nas √ļltimas 24 horas, 825 mortos devido √† pandemia de covid-19, elevando o n√ļmero de √≥bitos para 106.765, de acordo com o Minist√©rio da Sa√ļde.

As autoridades informaram ainda que foram contabilizadas mais 8.819 casos, com o México a atingir um total de 1.122.362 contágios desde o início da pandemia.

O M√©xico continua a ser o 11.¬ļ pa√≠s com mais infe√ß√Ķes e o quarto com mais mortes em n√ļmeros absolutos, segundo a Universidade Johns Hopkins.

Tem d√ļvidas, sugest√Ķes ou cr√≠ticas? Envie-me um e-mail: clubeexpresso@expresso.impresa.pt

Coment√°rios

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas