Sociedade

Tajala foi resgatada do Afeganistão quando os talibãs tomaram o poder. Agora, quer trazer 11 mulheres para Portugal

21 maio 2023 13:38

Tajala Abidi fugiu de Cabul. Hoje, mora em Lisboa e trabalha no centro da cidade como consultora

Tajala fugiu nos primeiros meses de um regime que se impôs e forçou um retrocesso social e quer ajudar mais 11 mulheres e raparigas a fazerem o mesmo. Já imagina a chegada delas

21 maio 2023 13:38

A té chegar a Lisboa, Tajala Abidi nunca tinha caminhado pela rua à noite. Mais impensável seria tê-lo feito sozinha, sem um homem ao lado a acompanhá-la. Sempre assim foi nos 23 anos em que a vida que conheceu foi no Afeganistão. “Há muitas coisas que fiz pela primeira vez desde que vim para cá.” Viu o mar, viajou pela Europa, começou a ter aulas de pintura, está a aprender uma língua nova e a viver sozinha. Acabou de fazer 25 anos, trabalha e faz o que quer sem restrições. A mais de oito mil quilómetros do lugar onde nasceu — porque Portugal já se tornou a sua casa —, a cada dia que passa mulheres e raparigas têm as suas liberdades e direitos cancelados. Tajala fugiu nos primeiros meses de um regime que se impôs e forçou um retrocesso social e quer ajudar mais 11 mulheres e raparigas a fazerem o mesmo. Já imagina a chegada delas.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.