Sociedade

Chuva e vento no Minho e Douro Litoral: Fim de Ano com agravamento do estado do tempo no continente

30 dezembro 2022 19:39

miguel pereira da silva / lusa

Para o fim de semana da passagem de ano prevê-se um agravamento das condições meteorológicas, “no que respeita à precipitação e ao vento no Minho e Douro Litoral, a partir da tarde de dia 31, estendendo-se ao restante território ao longo do dia 1”

30 dezembro 2022 19:39

O estado do tempo no fim de semana vai agravar-se, com chuva e vento no Minho e Douro Litoral a partir da tarde de sábado, estendendo-se ao restante território continental ao longo do dia de domingo, segundo o IPMA. Para domingo está também previsto um aumento da agitação marítima, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em comunicado, o IPMA indica que o estado do tempo a partir desta sexta-feira irá ser caracterizado pela "aproximação e passagem de ondulações frontais", culminando com a passagem de "uma superfície frontal fria de atividade moderada a forte" no domingo, "associada a uma depressão centrada a oeste das ilhas Britânicas".

Assim, para o fim de semana da passagem de ano prevê-se um agravamento das condições meteorológicas, "no que respeita à precipitação e ao vento no Minho e Douro Litoral, a partir da tarde de dia 31 [sábado], estendendo-se ao restante território ao longo do dia 1 [domingo], assim como um aumento da agitação marítima na costa ocidental". Desta forma, lê-se na nota do IPMA, a partir do final de sábado deverá ocorrer "chuva persistente e por vezes forte no Minho e Douro Litoral", coincidindo com a passagem de ano.

A precipitação deverá estender-se às restantes regiões do Norte e do Centro durante a madrugada de domingo, enquanto na região Sul, a chuva cairá essencialmente a partir do fim da manhã.

Na tarde de domingo, acrescenta o IPMA, "a chuva passará a regime de aguaceiros, de norte para sul, que serão de neve acima de 1.500 metros, e que serão fracos e pouco prováveis no fim do dia".

Quanto ao vento, refere o IPMA, está previsto que se intensifique "em especial no litoral oeste e nas terras altas" a partir de sábado, "em particular na aproximação e passagem" da frontal fria (final de sábado e madrugada e manhã de domingo).

Nesse período, "o vento será do quadrante sul, forte no litoral oeste, especialmente a norte do Cabo da Roca e nas terras altas das regiões Norte e Centro, com rajadas até 85 km/h [quilómetros por hora] e até 90 km/h, respetivamente".

Relativamente às temperaturas, o IPMA prevê que se mantenham amenas, "com a temperatura máxima a variar aproximadamente entre 14 e 19°C, sendo ligeiramente inferior no nordeste transmontano e na Beira Alta, e a mínima a variar entre 7 e 14°C".

Ainda ao longo de sábado a agitação marítima deverá aumentar no litoral oeste a norte do Cabo Carvoeiro e durante o dia de domingo neste cabo, com quatro a 4,5 metros de "altura significativa, com uma componente de sudoeste".

O IPMA já tinha colocado os distritos de Viana do Castelo, Braga e Porto sob aviso laranja na manhã de domingo, devido à previsão de "chuva persistente e por vezes forte".

O aviso laranja (o segundo mais grave de uma escala de três) por precipitação forte aplica-se a estes três distritos do norte de Portugal continental no primeiro dia do ano de 2023, domingo, entre as 00:00 e as 12:00, de acordo com o IPMA.

A Autoridade Marítima Nacional (AMN) aconselhou hoje a "não ir a banhos" no primeiro dia de 2023 e que se evite a deslocação para zonas expostas à agitação marítima, indicando que intensificará o dispositivo em algumas praias.

A Proteção Civil também já alertou para a possibilidade de inundações, deslizamento de terras e lençóis de água nas estradas devido às previsões de chuva e vento forte a partir de sábado, principalmente nas regiões do Norte e Centro.