Sociedade

Expresso ganha 20 prémios na 24ª edição da European Newspaper Awards

Expresso ganha 20 prémios na 24ª edição da European Newspaper Awards

Distribuídos por categorias como Inovação- Storyelling Multimédia, Infografia - Mapas ou Terror, Guerra - Online, o Expresso ganhou 20 prémios na última edição da European Newspaper Awards - Newspaper Award and Concept, tendo sido o jornal português mais galardoado

O Expresso ganhou 20 prémios na 24ª edição da European Newspaper Awards - Newspaper Award and Concept, uma organização dedicada a distinguir os jornais com melhor design na Europa, tornando-se assim o jornal português mais galardoado.

Os resultados foram conhecidos esta sexta-feira e está marcada uma cerimónia de entrega de prémios para os dias 22 e 23 de junho de 2023, a ser realizada na capital austríaca de Viena.

Como se pode ler no site da organização, foram a concurso mais de 4000 trabalhos, divididos entre 19 categorias, e 313 projetos de jornalismo online foram submetidos à apreciação dos 15 membros do juri da competição, sendo este “um dos maiores concursos de design de jornais do mundo”.

O Expresso arrecadou dois prémios na categoria de Inovação - Storyelling Multimédia, pelos artigos “O litoral a pedal - De Vila Real de Santo António a Caminha numa bicicleta elétrica”, de João Paulo Galacho, Tiago Pereira Santos e Sofia Miguel Rosa, e “Como são e onde estão os iates de luxo russos? Um guia visual”, de Jaime Figueiredo.

Quanto a alguns dos temas em destaque ao longo dos últimos dois anos, o Expresso viu três trabalhos destingidos, um na categoria Refugiados, outro na categoria Terror, Guerra e ainda outro na categoria Terror, Guerra - Online. São eles, respetivamente, “Calais, o Labirinto: reportagem sobre os refugiados que a Europa esqueceu” de Marta Gonçalves, José Fernandes e João Melancia. “Talvez por vingança - Um mês de terror nos arredores de Kiev”, de Ana França e Rui Duarte Silva e “As armas da guerra”, de Rúben Tiago Pereira e Jaime Figueiredo.

Na categoria de Infografia - Mapas, foram quatro os artigos destacados: “Taiwan, uma acendalha num barril de pólvora”, de Margarida Mota e Jaime Figueiredo; “O Atlas ibérico do cancro: qual é o pior e onde é que o risco de morte é maior” de Raquel Albuquerque, Vera Lúcia Arreigoso e Sofia Miguel Rosa; “Fomos de uma ponta à outra do Tejo e chegámos a uma conclusão perigosa”, de Jaime Figueiredo; e "Chuva - Cinco anos abaixo da média" de Margarida Cardoso, Vítor Andrade e Jaime Figueiredo.

Além disso, o Expresso recebeu ainda prémios nas categorias de Visualização, Storytelling Visual, Storytelling Alternativa, Infográficos, Suplementos de Revista, Jornalismo de Dados e Infográficos Online - Infográficos Animados.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: piquete@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas