Sociedade

Fernando Pádua: como a sorte, um cacho de uvas e cinco quilos de Anatomia fizeram do miúdo humilde algarvio um médico de exceção em Portugal

9 dezembro 2022 19:23

Morreu aos 95 anos o homem que dizia querer chegar aos 120. Médico cardiologista, foi pioniero da medicina preventiva em Portugal.

antónio cotrim

Algarvio e originário de uma família humilde, foi no acaso que Fernando Pádua foi encontrando o caminho e a vocação. Morreu com 95 anos o médico cardiologista que marcou Portugal por atirar para primeiro plano a prevenção das doenças – e não apenas o tratamento

9 dezembro 2022 19:23

O olhar turvo da criança de família humilde, algarvia, afastada da urbe e com pouco horizonte com que sonhar, clareou com uma frase de um professor de liceu, um dia, numa aula. Fernando havia sido o segundo melhor da turma numa prova de português. Pela primeira vez, o segundo melhor. Logo ali, nesse momento, o aluno razoável que conhecia até então sentiu um olhar a incidir sobre si de forma distinta, vindo do mestre. Mais pausado, pensativo. Afinal, poderia ansiar ser alguém. As fronteiras da sua vida tornar-se-iam, a partir dali, elásticas.