Sociedade

Metro de Lisboa garante que escadas rolantes e elevadores já estão a funcionar na Baixa-Chiado

Metro de Lisboa garante que escadas rolantes e elevadores já estão a funcionar na Baixa-Chiado
Horacio Villalobos/Getty Images

Empresa admite que “a solução definitiva” para a estação passa pela substituição integral destas sete escadas, prevendo-se que o processo esteja concluído no primeiro trimestre de 2024. Também está prevista a substituição dos elevadores da estação

Todas as escadas rolantes, plataformas de transporte de cadeiras de rodas e elevadores da estação da Baixa-Chiado já estão a funcionar, depois das intervenções terminadas esta sexta-feira, indicou o Metropolitano de Lisboa.

Em comunicado, a empresa adianta que, desde hoje, estão a funcionar “todas as 12 escadas mecânicas da estação de metro da Baixa-Chiado, assim como a plataforma de transporte de cadeiras de rodas”, e todos os elevadores estão igualmente operacionais.

“A reparação foi concluída e a situação será acompanhada de perto nos próximos dias, para o caso de serem precisos reajustes e afinações, tendo em conta a extensão das intervenções efetuadas”, refere o Metropolitano de Lisboa, explicando que sete escadas foram “beneficiadas e melhoradas”.

Contudo, a empresa admite que “a solução definitiva” para a estação passa pela substituição integral destas sete escadas, prevendo-se que o processo esteja concluído no primeiro trimestre de 2024.

Além disso, também está prevista a substituição dos elevadores da estação, estando o lançamento do concurso para a intervenção previsto para o próximo ano, acrescenta o Metropolitano.

Ao todo, salienta a empresa, nas intervenções de beneficiação de acessibilidades e modernização de equipamentos mecânicos já foi realizado um investimento de cerca de 5,12 milhões de euros.

“As acessibilidades, em geral, e as escadas e os tapetes rolantes, em particular, são uma matéria prioritária para o Metro de Lisboa. É nesse sentido que a empresa tem vindo a adaptar e a modernizar as suas estações e equipamentos por forma a dar cumprimento ao princípio da acessibilidade e mobilidade para todos. Recordemos que a rede do Metro de Lisboa inclui 117 elevadores e 244 escadas e tapetes rolantes”, lê-se na nota.

A empresa reforça ainda que para o Metropolitano a reparação de avarias mecânicas “é uma prioridade desde sempre, uma vez que são reconhecidos os transtornos que as falhas nestes equipamentos causam aos clientes”, estando a empresa “empenhada em resolver” esses problemas.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: clubeexpresso@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas