Sociedade

Cardeal Tolentino Mendonça vai ser o próximo "ministro" da Cultura e Educação do Vaticano

23 setembro 2022 13:12

tiago miranda

Informação é avançada pelo jornal “Sete Margens”

23 setembro 2022 13:12

O cardeal português José Tolentino Mendonça, atual arquivista e bibliotecário da Santa Sé, vai ser responsável pelo novo Dicastério para a Cultura e a Educação do Vaticano, o que pode ser equiparado a um ministério. A informação foi avançada pelo jornal “Sete Margens”, que cita fontes eclesiásticas.

A nomeação vai ocorrer “dentro de dias”, possivelmente já no início da próxima semana, e surge no âmbito da entrada em vigor da nova constituição Praedicate Evangelium (“Anunciai o Evangelho”), que regula e renova o funcionamento da Cúria Romana.

Tolentino Mendonça terá a seu cargo a rede escolar católica do mundo inteiro: outras 217 mil escolas com 62 milhões de crianças, e 1360 universidades católicas, 487 universidades e faculdades eclesiásticas, num total de 11 milhões de alunos.

O cardeal português de 56 anos, que também é colunista do Expresso, vai coordenar ainda as relações entre a Igreja e o mundo da cultura, literatura, artes e património. Vai trabalhar com o bispo Carlos Azevedo.

Poeta, teólogo e biblista, Tolentino Mendonça foi responsável pelo Secretariado da Pastoral da Cultura da, e é ainda capelão e vice-reitor da Universidade Católica Portuguesa (UCP). É um dos três cardeais portugueses que podem votar num conclave para escolher o Papa.