Sociedade

Em agosto mais 200 mil utentes passaram a ter médico de família

16 setembro 2022 9:02

getty images

Número de utentes sem médico de família atribuído era de 1,4 milhões. Com a entrada de 272 clínicos, o número diminuiu para 1,2 milhões

16 setembro 2022 9:02

Mais 200 mil utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) passaram a ter um médico de família. De acordo com o jornal “Público”, este aumento de cidadãos que são agora acompanhados num centro de saúde é o efeito da entrada de 272 médicos de família no SNS. No entanto, estes especialistas não resolvem o problema da falta de profissionais de Medicina Geral e Familiar (MGF).

Até agosto, o número de utentes sem médico de família atribuído era de 1,4 milhões. Com a contratação de 272 médicos, segundo os dados do Portal do SNS, esse número diminuiu para 1,2 milhões. Desde o início do ano que o número de utentes sem médico de família atribuído ultrapassou sempre um milhão.

A falta de médicos de família é mais significativa na região de Lisboa e Vale do Tejo: 23,3% do total de inscritos não têm médico de família atribuído. No Algarve, 15% dos utentes não são acompanhados em MGF e no Alentejo são 12,7%. As regiões do Norte (2%) e do Centro (7,9%) são as que têm mais utentes com acompanhamento em centro de saúde.