Sociedade

MP investiga roubo de documentos da NATO no Estado-Maior-General das Forças Armadas, hackers terão agido durante meses

13 setembro 2022 11:36

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Foto: Getty Images

Hackers terão estado ocultos nos servidores do EMGFA há vários meses

13 setembro 2022 11:36

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

O Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) está a investigar o roubo de documentos da NATO dos servidores do Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA). A notícia foi confirmada ao Expresso pelo gabinete da Procuradoria-Geral da República. “Confirma-se a instauração de inquérito. O mesmo é dirigido pelo Ministério Público do DCIAP”.