Sociedade

Enxaqueca: 70% dos doentes recorrem ao privado para ter acompanhamento médico especializado

12 setembro 2022 12:02

Helena Bento

Helena Bento

Jornalista

Getty Images

getty images

O número “reduzido” de especialistas e consultas no SNS leva mais de metade das pessoas com enxaqueca e outras cefaleias a recorrer ao privado. Há um esforço financeiro associado e dificuldades no acesso a medicação. A "maioria" dos doentes não consegue ter acesso aos fármacos de que necessita, conclui um estudo realizado pela MiGRA Portugal - Associação Portuguesa de Doentes com Enxaqueca e Cefaleias, apresentado esta segunda-feira numa sessão que conta com a presença de Maria de Belém Roseira, ex-ministra da Saúde

12 setembro 2022 12:02

Helena Bento

Helena Bento

Jornalista

Perante as dificuldades de acesso a um acompanhamento especializado no SNS, devido à falta de consultas, só resta uma solução para a grande maioria dos portugueses com enxaqueca e outras cefaleias: procurar ajuda junto de instituições privadas. Cerca de 70% dos doentes têm de recorrer ao privado para terem esse acompanhamento médico. A situação coloca vários problemas, desde logo ao nível dos encargos para as famílias, mas também no acesso à medicação.