Sociedade

Mortes na estrada provocadas por consumo de drogas estão a aumentar

5 setembro 2022 8:36

Das 494 pessoas autopsiadas, 76 testaram positivo para a presença de substâncias psicotrópicas. Maioria combinou álcool e droga, seguido do consumo de opiáceos e de canabinóides

5 setembro 2022 8:36

O número de vítimas mortais de acidentes rodoviários com droga no sangue está a aumentar. De acordo com o “Jornal de Notícias”, de 2020 para 2021 registaram-se mais 17% de mortos na estrada que testaram positivo para a presença de substâncias psicotrópicas. Quando se comparam os valores de 2017 a 2021, o aumento foi de 33%.

Das 494 pessoas autopsiadas pelo Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses (INMLCF) em 2021, 15% (76) testaram positivo. A maioria combinou álcool e droga, seguido do consumo de opiáceos e de canabinóides, derivados da canábis. Segundo o assessor do INMLCF, Mário Dias, a principal substância psicoativa, o THC, "está mais potente”.

Os dados do Instituto de Medicina Legal, enviados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), revelam, ainda, que o número de envolvidos ("intervenientes") em sinistros que testaram positivo a drogas também cresceu. Foram 698 em 2021, mais 117 do que em 2017.