Sociedade

Linha de Aconselhamento Psicológico do SNS 24 atendeu mais de 173 mil chamadas em dois anos e meio

4 setembro 2022 11:46

erik von weber/getty images

O atendimento dos especialistas começou em abril de 2020 e inclui pedidos de ajuda por parte de profissionais de saúde

4 setembro 2022 11:46

A Linha de Aconselhamento Psicológico do SNS 24 atendeu mais de 173 mil chamadas em dois anos e meio, sendo que mais de 10.800 eram de profissionais de saúde, informaram hoje os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

“Criada em plena pandemia, a 1 de abril de 2020, através de uma parceria entre a SPMS, EPE, a Fundação Calouste Gulbenkian e a Ordem dos Psicólogos Portugueses, tem sido uma voz de apoio para aqueles que a procuram em momentos difíceis”, lê-se num comunicado divulgado no dia que se assinala, pela quarta vez, o Dia Nacional do Psicólogo.

Segundo a SPMS, “só este ano, [a Linha] já ultrapassou as 46.000 chamadas”.

De forma a garantir resposta aos cidadãos não falantes de português, a Linha de Aconselhamento Psicológico do SNS 24 passou a disponibilizar o serviço também em língua inglesa, e, desde 20 de abril passado, já atendeu cerca de 2.500 chamadas.

De acordo com a SPMS, “o atendimento é sempre feito por psicólogos, que procuram dar uma resposta de proximidade em saúde mental aos cidadãos”.

“As chamadas recebidas estão relacionadas, na sua maior parte, com problemas e sintomatologia associados à ansiedade, ao agravamento de psicopatologia prévia, à gestão e adaptação em situação de crise”, revela, explicando que “nas situações emergentes, em que o psicólogo identifica que existe perigo para o próprio utente ou para terceiros, a chamada é transferida para o INEM, que assegura o acionamento dos meios de socorro adequados”.

Paralelamente, o psicólogo “pode também identificar a necessidade de encaminhamento para o serviço de Triagem, Aconselhamento e Encaminhamento do SNS 24, se considerar que a situação não ficou resolvida com o aconselhamento psicológico ou que apresenta outro tipo de sintomatologia”.